Alunos da Unisinos são premiados no Startup Plus University

Evento fez parte do VII Fórum de Gestão e Inovação do Comung

VANESSA IORIS - FUNPET

As equipes formadas por dois alunos da Unisinos saíram vencedoras da primeira edição do Startup Plus University. O evento foi realizado durante o VII Fórum de Gestão e Inovação do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), entre os dias 3 e 4 de outubro, no campus da Universidade Feevale, em Novo Hamburgo.

No total, 44 estudantes, de dez instituições comunitárias, participaram da iniciativa, que tem como objetivo fomentar o envolvimento dos alunos na solução de desafios em apenas 24 horas. Cada participante, dentro da sua equipe, é encorajado a propor e validar ideias, construir um modelo de negócios, desenvolver um protótipo e realizar uma apresentação para uma banca avaliadora.

“Como reinventar a Universidade para o aluno do século XXI?” foi a pergunta norteadora para os grupos, que precisaram refletir sobre o tema e colocar em prática uma solução. Os participantes levaram em consideração que a sala de aula hoje compete com inúmeros recursos e, nesse meio, o professor ganha novos papéis. Sendo assim, nas últimas décadas, o jeito de ensinar e de aprender mudou. Está mais dinâmico e imediato.

Alunos Premiados Comung Crédito: Divulgação

A competição exigiu muita criatividade, ação e disposição dos participantes. Felipe de Morais, aluno do Doutorado em Computação Aplicada da Unisinos, e sua equipe entenderam bem o recado. Eles desenvolveram uma plataforma chamada “JoUni”, que pretende gamificar a jornada do aluno, fazendo com que ele se integre com a comunidade acadêmica, professores e mercado de trabalho. A solução foi a grande vencedora do evento e foi agraciada com o valor de R$ 4.500,00.

Segundo Felipe, um dos maiores desafios enfrentados no processo foi o de trabalhar com pessoas que não conhecia. “Os membros eram de universidades diferentes e de áreas do conhecimento totalmente distintas. Mas, na verdade, isso foi positivo, porque todos trouxeram sua colaboração de acordo com suas vivências”, conta. Ele ainda acrescenta que receber esse reconhecimento mostra que o trabalho em equipe vale a pena e que estão no caminho certo para investir em uma solução viável e com aplicabilidade para melhorar o ensino.

A equipe da aluna Laura Ferreira de Andrade, do Mestrado Profissional em Gestão Educacional da Unisinos, garantiu a segunda colocação na competição. O grupo desenvolveu a plataforma digital chamada “Educa-se”, que permite que os professores compartilhem, gratuitamente, metodologias de suas aulas com as instituições do Comung. A ideia levou R$1.500,00 como prêmio.

“Acredito que a premiação se deu pelo fato da temática realmente ser importante. Na etapa de validação, em contato com universitários, foi identificado que 65% deles queriam uma mudança relacionada ao agir dos professores em sala de aula. Falaram de diferentes formas: metodologias, aulas mais inovadoras, mais atividades práticas, mais participação dos alunos e, desta forma, acredito que desenvolvemos um produto que possa ajudar os professores a fazer estas aulas serem mais atrativas”, afirma.

Laura foi a representante da equipe para expor a proposta aos participantes do evento e para a banca avaliadora. “Eu apresentei o pitch e respondi as perguntas diante de um auditório com cerca de 300 pessoas, composto por professores das Universidades do Comung, reitores e outras pessoas altamente qualificadas. Isto ao meu ver foi o mais significativo para minha vida profissional e acredito, também, que representei bem a nossa Universidade”, enfatiza.