Soluções criativas para o futuro

Segunda edição do Unisinos Desafia falou de impacto social na educação

MICHELLI MACHADO

Estudantes de diversos cursos lotaram a Claraboia da Biblioteca, no Campus São Leopoldo, na noite dessa segunda-feira, 12/8, Dia Internacional da Juventude. O grupo se reuniu para participar da segunda edição do Unisinos Desafia, um workshop com objetivo fazer conexões e debater temáticas sociais.

O diretor da Unidade Acadêmica de Graduação, Pe. Sérgio Mariucci, deu boas-vindas aos presentes e falou da importância do protagonismo das juventudes na construção da educação. “A importância de a Universidade fazer um evento que se coloca em rede com um evento da ONU, que no ano passado falou das metas e esse ano fala de educação, é um resgate do protagonismo das juventudes na construção do país e da nossa civilização, em termos de soluções, de sustentabilidade e pelo direito a uma educação de qualidade e transformadora para todos”, destacou, e completou dizendo que é necessário pensarmos a educação a partir da visão dos jovens que vivem o dia a dia, desafiando eles a pensarem e se posicionarem diante do futuro.

Um dos organizadores do evento, Gabriel Tassinari, afirmou que a ideia do Unisinos Desafia nasceu de uma vontade de promover um evento integrador que trouxesse a cultura do design para São Leopoldo. “O evento desenvolve a liderança, a colaboração, o pensamento projetual e o senso crítico. As atividades são sempre voltadas para questões sociais”, enfatizou.

[Unisinos Desafia - Segunda Edição Crédito: Rodrigo W. Blum

Idealizador do Movimento pelo Dia da Juventude, Ernesto Ferreira, lembrou que a data foi criada pela ONU em 1999. “Em muitos países em desenvolvimento, como o Brasil, a juventude, de 18 a 30 anos, é a faixa etária majoritária, mas pouco representativa nas decisões, por isso criamos esse movimento. Esse ano, estão ocorrendo 130 eventos no país, em escolas e universidades. Essas atividades convidam o jovem a se engajar e a pensar o futuro da educação. Os resultados que saírem daqui vão atravessar as portas da Universidade e vão ser apresentados à ONU”, ressaltou.

[Unisinos Desafia - Segunda Edição Crédito: Rodrigo W. Blum

O desafio

Cerca de 100 alunos foram divididos em nove equipes transdisciplinares e receberam o desafio de buscar soluções criativas e de impacto para o futuro. As propostas para resolver a questão apresentada precisavam ser originais, relevantes e aplicáveis.

[Unisinos Desafia - Segunda Edição Crédito: Rodrigo W. Blum

O desafio trazido foi ‘Como promover experiências de aprendizagem inclusivas e transformadoras para as futuras gerações?’. Em um formato prático-vivencial, os participantes do Unisinos Desafia tiveram a missão de propor soluções para um problema real da sociedade. Os insights desenvolvidos pelas equipes foram apresentados aos avaliadores em forma de pitchs de dois minutos.

Entre as soluções apresentadas, surgiram muitas ideias boas, mas quem levou a melhor na disputa foi o grupo que criou o aplicativo ‘Eu existo’, programa educativo que resgata o compromisso social e insere os jovens no mercado de trabalho. “A gente pensou, desde o início, em algo efetivo, que trouxesse um olhar diferente, para as empresas verem outros perfis profissionais. A ideia é respeitar as diferenças”, afirmou Ruan Carlos Sansone, estudante de Pedagogia e integrante do grupo vencedor.

[Unisinos Desafia - Segunda Edição Crédito: Rodrigo W. Blum

Sobre o evento

O Unisinos Desafia apoia-se na metodologia do modelo visual para ideação coletiva, que possibilita aos estudantes experienciar um ambiente criativo, competitivo e plural, e se conectar com temáticas sociais. Esse ano, o evento teve como tema o Dia Internacional da Juventude ‘Transforming education’. A proposta foi participar da programação oficial do Internacional Youth Day. Essa iniciativa, além de colocar a Unisinos no mapa global da ONU de ações para a juventude, engajou os alunos para discutirem e criarem soluções de impacto para juventude, já que a data que tem o objetivo de conscientizar os jovens sobre o seu papel na sociedade global.

[Unisinos Desafia - Segunda Edição Crédito: Rodrigo W. Blum Guilherme Massena, co-fundador da empresa Dobra, foi um dos facilitadores do evento

Em 2018, na primeira edição do evento, cinco temas foram abordados baseados nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU: Segurança Pública - Construir novas realidades urbanas a partir de parcerias globais; Refugiados - Erradicar a pobreza e a fome de todas as maneiras e garantir a dignidade e igualdade; Igualdade de gênero - Promover sociedades pacíficas, justas e inclusivas; Sustentabilidade - Proteger os recursos naturais e o clima do nosso planeta para as gerações futuras; Economia -  Garantir vidas prósperas e plenas, em harmonia com a natureza.

 

Confira mais imagens do evento:

Unisinos Desafia - 2ª edição

Unisinos Desafia - 2ª edição