Curso de Medicina da Unisinos participa de workshop junto da University of York

Estudantes assistiram a vídeos de consultas reais realizadas no Reino Unido

MATHEUS N. VARGAS

Em 2020/2, o curso de Medicina da Unisinos, junto da University of York, da Inglaterra, participou do Patient Choice Workshop, ministrado pela professora Merran Toerien, uma oficina a partir de resultados baseados em evidências na perspectiva da análise da conversa. A oficina foi ministrada pela professora Merran Toerien.

Crédito: Getty

A professora da Industria Criativa, Ana Cristina Ostermann, conta que a pesquisadora abordou como médicos podem oferecer opções de diferentes condutas a pacientes, uma prática comum e disseminada no Reino Unido. “Isso aconteceu por meio de visualização de interações em vídeo, consultas reais, gravadas em vídeo, análise de questões comunicacionais nesses vídeos, seguida de exercícios práticos”.

Ana completa explicando que nesses encontros os estudantes foram expostos a práticas comunicacionais que acontecem com profissionais da saúde em outro país, também com um sistema de saúde público. “A pesquisadora, por sua vez, ao fazer as discussões desses dados com futuros profissionais de outro país e contexto, acaba por conhecer também como isso acontece, e quais são as diferenças entre um contexto e outro”, explica a professora.

A estudante de Medicina, Lara Matté, acredita ser um compartilhamento muito rico, pois a forma como lidamos com saúde no Brasil é muito diferente dos outros continentes. “Essa troca de experiências permite a nós, futuros profissionais da saúde, que possamos olhar sob novos ângulos sobre exatamente tudo na saúde. A troca de conhecimento é simplesmente fantástica e despertadora de criatividade sob os mais diversos âmbitos que vamos atuar, seja na vida acadêmica, profissional ou pessoal. Eu, particularmente, me sinto grata e privilegiada quando podemos ter esse tipo de contato”, afirma a estudante.

Lara ainda conta que pode aprender e ter certeza do seu posicionamento quanto a decisão compartilhada com o paciente e familiar. “Acredito que os conhecimentos adquiridos com a professora de York, mostram esse caminho, você sempre precisa oferecer opções ao paciente e à família, eles precisam fazer parte da decisão. Acredito que os conhecimentos adquiridos vão além de ajudar na construção profissional, eles ajudarão na construção de pilares importantes na nossa função de seres humanos”.

Já a aluna de Medicina Stefanie Weber acredita que os conhecimentos adquiridos no workshop lhe permitirão ser uma profissional melhor para seus futuros pacientes. “Pude aprofundar e solidificar meus conhecimentos sobre sempre existir a possibilidade de escolha. Além disso, trabalhamos a importância de sabermos trazer essas opções e, principalmente, darmos espaço para que o paciente traga os seus pensamentos, valores e desejos em relação àquela decisão. Portanto, os conhecimentos adquiridos no workshop tornam a minha prática ainda mais respeitosa, sensível ao outro e com uma perspectiva de construção do processo de cuidado”, encerra Stefanie.

Quer saber mais informações do curso de Medicina da Unisinos? Clique aqui.