Para pensar a alimentação infantil

Oficina mostra como preparar receitas para crianças de seis meses a dois anos

PÂMELA OLIVEIRA

Se a alimentação de um adulto já requer cuidados para ser saudável, imagine a de uma criança, em suas primeiras fases de desenvolvimento. Toda atenção é devida nessa hora, e as dúvidas não param de surgir nas cabeças dos pais. Alimentos industrializados são permitidos? A partir de que idade podemos complementar a amamentação com papinhas e frutas? E quais oferecer, nesse caso? Foi para responder a perguntas como essas e mostrar tudo isso na prática que a Unisinos promoveu a oficina Gastronomia aplicada à nutrição infantil: dos 6 meses aos 2 anos, durante a II Jornada de Nutrição e Gastronomia.

A oficina aconteceu no Campus São Leopoldo, na terça-feira, 17 de outubro. Quem ministrou o workshop foi Mariana Brito, egressa da Graduação em Nutrição da Unisinos, especialista em Nutrição Materno Infantil e mestre em Saúde da Criança e do Adolescente: “Quando a gente consegue demonstrar a alimentação saudável de forma prática, as pessoas assimilam melhor a informação, e é essa a ideia da atividade”, comentou.

[ A nutricionista Mariana Brito fala durante a oficina Crédito: Juliana Borgmann

Durante a oficina, as participantes aprenderam a preparar três receitas de papinhas principais – que servem de almoço ou janta – e três de papinhas de frutas, além de várias opções de lanches sem açúcar. “O que aprendi aqui, com certeza, será muito útil, principalmente na hora de arrumar o lanche que minha filha leva para a escola”, contou Aline Medeiros, graduanda de Nutrição da Unisinos. “Acredito que o cookie de banana e maçã será de fácil aceitação por ela, e o bom é que pode ficar fora da geladeira e não estraga. Sem falar que estimula a criança a comer frutas, ao contrário do que a gente vê por aí, com os industrializados, salgadinhos etc. Eu me preocupo com a alimentação dela. Quanto menos processado o alimento, melhor.”

Além de receitas, as participantes levaram para casa muitas dicas sobre a alimentação dos pequenos, como: manter a amamentação exclusiva até os seis meses de idade; oferecer papinhas coloridas e que contenham ao menos um alimento de cada grupo (cereal, proteína, verdura, legume, leguminosa); evitar suco até o primeiro ano e açúcar até o segundo; respeitar horários de alimentação e preservar um intervalo mínimo de duas horas entre as refeições.

[ Aluna preparando brocolis para cozimento Crédito: Juliana Borgmann

Sobre a Jornada

A II Jornada de Nutrição e Gastronomia aconteceu no Campus São Leopoldo da Unisinos. Durante todo o dia (terça-feira, 17 de outubro), foram feitas palestras e oficinas para promover a interação entre acadêmicos e profissionais, assim como para oportunizar a troca de conhecimentos sobre tendências das áreas.

Para Mariana, formada nutricionista pela Unisinos em 2008, retornar à Universidade, dessa vez como ministrante de oficina, foi um ótima experiência: “É bom voltar e rever os professores. Tudo que aprendi aqui eu levei para o mercado, complementei com mais especializações e hoje tenho a oportunidade de compartilhar um pouco disso com os alunos. É um sentimento de orgulho muito bom!”, concluiu.

II Jornada de Nutrição e Gastronomia

II Jornada de Nutrição e Gastronomia