Mestrado e Doutorado em Administração

Linha de Pesquisa

Confira abaixo as linhas de pesquisa do Mestrado e Doutorado em Administração:

  • Estratégias Organizacionais

    A linha de pesquisa “Estratégias Organizacionais” volta o seu olhar tanto para o ambiente externo quanto para o ambiente interno da empresa, combinando atenções em termos de posicionamento de mercado, escolhas estratégicas e gestão de recursos. As principais áreas do conhecimento abordadas pela linha referem-se a (1) negócios internacionais; (2) estratégia em serviços; (3) sustentabilidade; (4) estudos de mercado, consumo e aquisição; (5) estruturação e organização dos recursos e das capacidades.

    Negócios Internacionais
    Negócios Internacionais trata do envolvimento e competitividade internacional das organizações por meio de atividades em diferentes países. Nos mercados externos, as empresas normalmente se deparam com diferenças culturais, econômicas, institucionais, além da distância geográfica. Para operar de forma a satisfazer seus stakeholders, bem como superar concorrentes internacionais e locais, uma organização precisa mobilizar, transferir e ampliar seus recursos e capacidades, a fim de operar em diferentes mercados.

    Estratégia em Serviços
    Os serviços possuem características específicas que os diferenciam de produtos e, portanto, exigem uma série de escolhas estratégicas que estejam alinhadas com essas caraterísticas. Essas escolhas estratégicas passam tanto por decisões de marketing quanto por decisões de operações. A estratégia em serviços, do ponto de vista do marketing, envolve temas como comportamento do consumidor, satisfação, co-criação de valor, recuperação de falhas, inovação em serviços e recomendações entre clientes, entre outros. Do ponto de vista de operações, a estratégia em serviços envolve temas tais como a participação dos consumidores durante o processo produtivo, customização e produção de serviços, intensidade de conhecimento necessário para produção, fatores que influenciam a produtividade, design de serviços e inovação.

    Sustentabilidade
    Sustentabilidade, do ponto de vista organizacional, é a observação simultânea de três princípios: integridade ambiental, prosperidade econômica e equidade social. Esse tema de pesquisa engloba diversos fenômenos descritos na literatura, como negócios na base da pirâmide, empreendimentos sociais, organizações híbridas, responsabilidade social corporativa, inovação social, gestão ambiental, certificações internacionais (ISO, OSHAS, etc.), organizações não governamentais (ONGs), entre outros.

    Estudos de Mercado, Consumo e Aquisição
    As organizações têm necessidade de focar nas suas competências centrais, tomando decisões estratégicas de marketing e aquisição de insumos. Em estudos de mercados e consumo se analisam as relações de troca e comportamento do consumidor em mercados B2B e B2C. A aquisição estratégica de insumos engloba temas como desenvolvimento e gerenciamento dos fornecedores, decisões de terceirização, planejamento de compras, orientação ao processo de compra, redução de custos de compras, entre outros temas.

    Estruturação e Organização dos Recursos e das Capacidades
    Estruturação e organização dos recursos e das capacidades referem-se à forma como a empresa organiza os seus recursos internos, por meio de decisões estratégicas em diferentes campos da organização. Na área de operações, destacam-se o desenvolvimento de capacidades e de competência de operações, gestão das capacidades de produção e previsão de demanda, trade-offs operacionais, interação entre marketing, finanças e operações. No campo de comportamento organizacional, o destaque é para a mobilização de recursos e capacidades que possam dar suporte interno às estratégias organizacionais, enfatizando as abordagens ligadas à aprendizagem organizacional, à liderança e aos estudos de rotinas e microfundamentos relacionados às capacidades dinâmicas.



    » Veja os projetos desenvolvidos pela linha de pesquisa

  • Competitividade e Relações Interorganizacionais

    A linha de pesquisa “Competitividade e Relações Interorganizacionais” investiga a gestão em sistemas complexos de interações entre organizações que estabelecem vantagens competitivas individuais e coletivas em setores industriais e de serviços. As principais áreas do conhecimento abordadas pela linha referem-se a (1) relações interorganizacionais, (2) inovação (3) gestão tecnológica e competitividade organizacional, em uma perspectiva que dialoga com estudos provenientes de áreas correlatas, como a Economia, a Sociologia e a Psicologia.

    Relações Interorganizacionais
    As relações entre organizações caracterizam-se por relacionamentos colaborativos com o intuito de alcançar objetivos comuns. Estudos nessa área investigam relações interorganizacionais em redes, clusters, parcerias, consórcios e alianças, enfatizando a dinâmica da colaboração e da competição entre organizações, os antecedentes, as racionalidades, a governança, a gestão e os resultados desses relacionamentos. Envolve relações diádicas, triádicas e múltiplas entre diferentes tipos de organizações. As contribuições à governança das relações interorganizacionais destacam-se como um foco de investigação com repercussões tanto teóricas quanto práticas.

    Inovação e Empreendedorismo
    No contexto das relações interorganizacionais, a inovação é entendida como um processo interativo, aberto e colaborativo. Envolve diferentes organizações, stakeholders e a infraestrutura científica e tecnológica, entre as diferentes funções na empresa, entre produtores e usuários. De modo geral, constitui-se como um processo de aprendizagem interativo, através de diferentes mecanismos formais e informais, apoiados em múltiplas fontes – clientes, fornecedores, ambiente tecnológico. A dinâmica das interações interorganizacionais tem efeito sobre as possibilidades de aprendizagem e empreendedorismo, transferência de conhecimento, inovação colaborativa e redes de inovação e, consequentemente, sobre os ganhos competitivos decorrentes dessas ações.

    Gestão Tecnológica e Competividade Organizacional
    A gestão da tecnologia e competitividade organizacional envolve a gestão da tecnologia da informação (TI), ubiquidade, plataformas e mídias sociais. A TI é estudada a partir de uma visão ampla, reunindo, além dos dispositivos tecnológicos, os sistemas de informação organizacionais e interorganizacionais e os usuários da informação. A ubiquidade compreende aplicações de TI que podem ser utilizadas a qualquer hora, independentemente da localização do usuário e da plataforma tecnológica, envolvendo temas como Comércio Ubíquo, Comunidades de Negócio Ubíquas, M-government, Redes Sociais Ubíquas, e- Mlearning, redes e mídias sociais.



    » Veja os projetos desenvolvidos pela linha de pesquisa


»Política de privacidade Unisinos
Jesuítas Brasil Unisinos - Somos infinitas possibilidades