Especialização em Psicanálise: Técnica e Teoria

A Especialização em Psicanálise: técnica e teoria caracteriza-se por apresentar uma abordagem conceitual da práxis psicanalítica (técnica no sentido grego de saber fazer prático, artesanal e criativo) e de sua teoria (metapsicologia segundo Freud; lógica do significante segundo Lacan), de tal modo que se desdobre em um movimento dialético entre o conceito e sua práxis. Os ministrantes, psicanalistas em sua maioria, desenvolverão o conceito referido à sua práxis e à sua interpretação do texto de Freud e de Lacan.

A focalização no conceito, pressuposto da ciência moderna, como sendo aquele que determina a experiência e a prática e estas, por sua vez, colocam à prova aquele, especifica a proposta de uma relevante interface entre psicanálise e filosofia. A práxis psicanalítica constitui-se em uma ética, a ética da psicanálise, em razão de pautar seu saber fazer prático por aquilo que emerge no bem-dizer do analisante, indicando o caminho do desejo que o interroga incessantemente.

Objetivo geral

Especializar alunos no conceito da técnica e da teoria psicanalítica, por meio do estudo da práxis psicanalítica apreendida conceitualmente e do conceito posto à prova no exame do obrar artesanal particular e institucional, intensivo e extensivo, e assim proporcionar conhecimentos teórico-técnicos avançados sobre a Psicanálise, com base no que foi proposto por Freud e Lacan.

Objetivos específicos

  • Promover o conhecimento e a compreensão dos conceitos fundamentais da psicanálise;
  • Apreender a lógica da operação clínica nas diversas especificidades da práxis psicanalítica;
  • Identificar e diferenciar as diversas estruturas clínicas com base na psicopatologia psicanalítica clássica e contemporânea;
  • Identificar e diferenciar a especificidade da teoria e da técnica de Freud e Lacan.

Público de interesse

Profissionais com curso superior, psicanalistas, filósofos e demais áreas afins.

Perfil do futuro profissional

Ao final do curso o aluno será capaz de:

  • Ser capaz de identificar e diferenciar matrizes conceituais que fundam a práxis psicanalítica;
  • Ser capaz de diferenciar a práxis psicanalíticas das práticas de sugestão;
  • Ser capaz de articular a incidência psicopatológica no caso particular ou institucional com o conceito pertinente;
  • Ser capaz de identificar os impasses éticos inerentes à práxis psicanalítica, interrogando-se sobre os mesmos;
  • Ser capaz de apreender a relação entre a vida psíquica e o social;
  • Ser capaz de identificar e analisar, à luz do conceito psicanalítico, fatos clínicos, institucionais e sociais.

Como funciona o Processo Seletivo

Entre em contato e saiba mais:

Fone: +55 (51) 3591 1200 - de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.
E-mail: [email protected]

Atendimento Unisinos
Fone: +55 (51) 3591 1122


»Política de privacidade Unisinos
Jesuítas Brasil Unisinos - Somos infinitas possibilidades