Unisinos é a melhor universidade privada da Região Sul do Brasil

Os dados são da avaliação divulgada pelo Ministério da Educação (MEC)

COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL

Pela quarta vez consecutiva, a Unisinos conquista a posição de melhor universidade privada da Região Sul do Brasil. E, pela quinta vez, a Universidade leva o título de melhor graduação. A notícia foi divulgada nesta segunda-feira, 27 de novembro, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP). Na trilha da excelência acadêmica, a Unisinos está na terceira posição no ranking brasileiro entre as universidades privadas.

Para o diretor da Unidade Acadêmica de Graduação, Gustavo Borba, a excelência acadêmica é um compromisso da Unisinos em toda sua trajetória. "A confirmação da nossa universidade como melhor graduação da região Sul, pela quinta vez consecutiva demonstra a seriedade com que professores, funcionários e alunos encaram o processo formativo, construindo conhecimento coletivamente e consolidando uma forma diferente de ensinar e de aprender", destaca.

[  O coordenador do Grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais da FGV-SP e CEO da GO Associados, Gesner Oliveira Crédito: Aurora Imagens Aéreas

Os dados são da avaliação divulgada pelo Ministério da Educação (MEC). Os números mostram a nota da Universidade pelo Índice Geral de Cursos (IGC), que foi de 3,51. Os resultados obtidos combinam as avaliações da Graduação e as notas da Pós-Graduação (Mestrados e Doutorados) atribuídas pela Capes - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Segundo o pró-reitor acadêmico, Pe. Pedro Gilberto Gomes, a Unisinos prima pela renovação constante e pela busca de qualidade com inovação.“A universidade procura não se acomodar, buscando novos projetos e processos, como, por exemplo, rediscutir a sala de aula. Outra frente importante são as pesquisas que, cada vez mais, devem responder a questões sociais. Para que isso aconteça, estamos redefinindo o conceito de extensão. Nosso propósito é fazer com que a extensão perpasse todos os currículos de graduação, e que essa seja a ponte que aproxima a instituição da sociedade”, conclui Pe. Pedro.