Pei Conecta

Intenção e manter o vínculo com as crianças e os adolescentes

MATHEUS N. VARGAS

O Programa Esporte Integral – Pei, atende atualmente cerca de 300 crianças. Para que o laço não seja perdido no período de quarentena, os educadores criaram o PEI Conecta, onde eles compartilham desafios e jogos com os menores em plataformas online.

O coordenador do Programa, Augusto Dotto, explica que a ideia de criar o PEI Conecta veio da necessidade de manter vínculo com as crianças e adolescentes. “É um longo período afastado e passar esse tempo longe sem saber o que a gurizada tá fazendo, sem saber se eles estão bem. Pensamos nisso para que o contato fosse mantido”.

Além dessa ideia, existe um grupo no WhatsApp em que participam os familiares das crianças e adolescentes. “Por ali, através da Assistente Social a gente fica sabendo se eles precisam de alguma ajuda”, conta Augusto.

O coordenador comenta que as crianças e adolescentes estão participando dos desafios. “Os que tem acesso à tecnologia tem participado sim, inclusive adolescentes que hoje não participam mais, mas mantem um vínculo conosco”.

Os desafios são de esporte, dança entre outros, todos feitos de casa, respeitando a quarentena. “Além disso, tivemos o primeiro campeonato online de futebol, vai entrar para a história do PEI”, finaliza o Augusto.

O PEI

Com ações voltadas ao atendimento da comunidade desde 1988, o PEI acolhe crianças e adolescentes, entre 7 e 17 anos residentes no município de São Leopoldo, oferecendo atividades esportivas, recreativas e ligadas à dança.

É uma ação educativa, alinhada à Política Nacional da Assistência Social e está vinculado ao Centro de Cidadania e Ação Social Unisinos, contando com a parceria institucional do Banco do Brasil, juntamente com a Associação Atlética do Banco do Brasil, através do Programa Integração AABB Comunidade.