Núcleo Operacional PEIEX São Leopoldo é lançado

Unisinos será a responsável por qualificar 200 empresas para o mercado de exportação

VANESSA IORIS - FUNPET

Diversificar mercados, estimular e fortalecer a competitividade de empresas de 30 municípios do Vale do Sinos, Paranhana e Encosta da Serra. Esses são os objetivos do Núcleo Operacional PEIEX São Leopoldo, lançado oficialmente na manhã desta terça-feira, 20/08, em evento realizado no Auditório da Unitec, no Campus da Unisinos, em São Leopoldo.

[PEIEX Crédito: Bruno Alencastro

O Programa de Qualificação para Exportação, PEIEX, faz parte da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, Apex-Brasil, implementado há cerca de 10 anos em todo o país, por meio de parcerias com instituições de ensino. A Unisinos será a responsável por qualificar 200 empresas de diferentes setores, no período de dois anos, para que elas estejam aptas a exportar de forma planejada e segura. “Nós vamos ofertar conhecimento para a geração de inovação e ganho em produtividade”, afirmou o coordenador do Núcleo PEIEX São Leopoldo, Marcos Tadeu Caputi Lélis.

[PEIEX Crédito: Bruno Alencastro

A Universidade foi escolhida por atender os critérios avaliados para a parceria. “A Unisinos preenche todos os requisitos pela força que tem na região, pela alta qualidade dos técnicos que atuam aqui e por toda a estrutura física que ela oferece”, ressaltou a coordenadora de Qualificação e Competitividade da Apex-Brasil, Deborah Rossoni.

[PEIEX Crédito: Bruno Alencastro

Durante o evento de lançamento, foram divulgados objetivos, metas, cronograma de atuação e, ainda, realizada a apresentação da equipe técnica. O público também conferiu o trabalho desenvolvido pelos Institutos Tecnológicos da Unisinos. “A partir do diagnóstico de avaliação das empresas, algumas oportunidades de melhorias são identificadas. E nós podemos auxiliar com consultoria tecnológica dentro daquilo que for necessário”, explicou o coordenador dos Institutos Tecnológicos da Unisinos, Silvio Bitencourt.

Atualmente, 48 empresas já estão em atendimento pelo Núcleo Operacional, recebendo um diagnóstico gratuito para soluções de impacto sobre seu desempenho. A Cervejaria Leopolders é uma delas. Em atuação desde 2016, a empresa já exporta para o Uruguai, mas quer conquistar ainda mais o mercado externo. “Pretendemos expandir para Chile, Colômbia e alcançar, posteriormente, Estados Unidos e China”, projetou o diretor de Operações da Cervejaria Leopolders, Sandro Oliveira.

[PEIEX Crédito: Bruno Alencastro

O primeiro passo para o atendimento de uma empresa envolve uma visita e um diagnóstico. Depois, a equipe técnica ajuda a implementar os pré-requisitos necessários para entrar nos mercados com potencial. O objetivo é que, em até seis meses, já exista um plano de ação de exportação pronto. E essas possibilidades de crescimento geram grandes expectativas. “Qualquer tipo de capacitação e formação que se oferece às empresas é fundamental para contribuir para que elas se desenvolvam e prosperem. Estamos confiantes”, disse o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de São Leopoldo, Mário Rosito.

[PEIEX Crédito: Bruno Alencastro

Ao final do lançamento, o público conferiu uma palestra sobre o cenário econômico internacional e a importância do comércio exterior para as empresas do Rio Grande do Sul. Após o evento, foi realizada a primeira reunião do Comitê Consultivo do PEIEX, com a presença de representantes das seguintes entidades parceiras: Apex-Brasil, Unisinos, Banco do Brasil, Banrisul, BRDE, ACIST de São Leopoldo, ACI Novo Hamburgo, SENAI, SEBRAE, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do RS, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de São Leopoldo, CICB, Abicalçados, Assintecal e Sindimóveis.