Momento do Empreendedor

Encontro reuniu políticos e empresários da região

MICHELLI MACHADO

Nessa quinta-feira, 17/8, a ACIST de São Leopoldo promoveu o “Momento do Empreendedor”, uma reunião-almoço com a presença de políticos e empresários da região. O palestrante foi o governador do Estado do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori. O tema abordado por Sartori deu foco para as principais questões que impactam na vida dos gaúchos, tendo como título: “O Rio Grande saiu na frente”.

Em sua palestra, o governador destacou que apesar dos problemas e dificuldades o Estado tem muitos pontos positivos, que ajudam na autoestima dos gaúchos. “Além da crise econômica, temos uma crise política e apesar de tudo isso, as instituições gaúchas estão sobrevivendo”, frisou. 

Sartori afirmou que estamos em um tempo de mudanças e transformações e que precisamos ter uma visão mais global. “Estamos trabalhando na modernização do Estado do Rio Grande do Sul, por isso temos que parar de olhar para dentro e passar a olhar para frente”, ressaltou

Durante o encontro, a governança do Parque Tecnológico São Leopoldo entregou uma carta ao governador retomando o assunto da transferência de propriedade da área do Horto Florestal para o município de São Leopoldo. Desde 2011, o tema vem sendo tratado com o Governo do Estado, visando à expansão do Tecnosinos.

[ Governador Jose Ivo Sartori com o reitor Pe Marcelo Aquino, prefeito Ary Vanazzi e membros do Tecnosinos. Crédito: Rodrigo W. Blum

O reitor da Unisinos, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino, falou da importância de ampliar o Parque. “O Rio Grande do Sul tem um conjunto de parques tecnológicos com excelentes recursos humanos e empreendedorismo, o que tem formado um arranjo muito produtivo. Queremos construir uma base para dar uma vida melhor para a população da região, por isso estamos retomando o tema”, explicou.

O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, também defendeu a ideia de cedência do Horto Florestal para o município, e revelou como a área seria aproveitada. “O projeto alia inovação e preservação ambiental, por isso usaria 50% do espaço para construção da estrutura e 50% seria de preservação”, declarou.

Sobre a carta recebida pela governança do Tecnosinos, o governador afirmou: “Já existe diálogo sobre isso e nós sabemos que o trabalho realizado pelo Parque é destaque em todo o país. Precisamos apenas pensar em uma contrapartida”, destacou Sartori.

Nos últimos três anos, o Tecnosinos inaugurou a Unitec 2 (2015) e a Unitec 3 (2016). Atualmente, o Parque trabalha organizado em cinco áreas tecnológicas: Tecnologia da Informação; Automação e Semicondutores; Tecnologias para a Saúde; Tecnologias Socioambientais; e Comunicação e Convergência Digital.