Destaques Unisinos no Prêmio Corecon-RS 2020

Alunos foram reconhecidos por suas pesquisas de graduação e pós

MATHEUS N. VARGAS

O Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS) oficializou os vencedores do Prêmio Corecon-RS 2020. Estudantes da Unisinos conquistaram o 2º lugar nas categorias Monografias e Dissertações de Mestrado.

Crédito: Getty

A iniciativa premia, anualmente, trabalhos de profissionais que atuam na área da economia, de recém mestres dos cursos de pós-graduação em Economia e dos recém-formados nos cursos de graduação em Ciências Econômicas, de instituições de Ensino Superior no Rio Grande do Sul.

Marcos Soares, 2º lugar na categoria Monografias, ficou lisonjeado com o reconhecimento do Corecon-RS, devido à importância que o prêmio possui entre os economistas. “Ser reconhecido me motiva a querer buscar sempre mais conhecimento para entender o mundo em que vivemos e as mudanças econômicas que ocorrem”, conta.

O TCC fala sobre a votação que aconteceu em 2016, no Reino Unido, pela permanência ou não na União Europeia (UE). “Esse processo, nomeado de Brexit, marcou a história do bloco europeu, pois foi a primeira vez que um país solicitou seu desligamento. O objetivo do trabalho é avaliar os impactos sobre o comércio internacional e os efeitos sobre o bem-estar no Reino Unido e na UE a partir da consolidação do Brexit”, lembra Marcos.

Mateus Feld, 2º colocado na categoria Dissertações de Mestrado, ficou muito feliz pelo reconhecimento ter reafirmado a importância que se deve dar à investigação de problemas relacionados à educação, que é um dos principais motores do crescimento econômico e do bem-estar futuro de uma sociedade. “A educação superior é um produto que exige altos investimentos, tanto monetários, quanto de tempo e esforço”, afirma Mateus.

A Pesquisa investigou o processo de tomada de decisão de estudantes do ensino superior por seus cursos de graduação. “Existem diversas vertentes da teoria econômica que avaliam a tomada de decisão dos indivíduos a partir de perspectivas ou premissas diferentes. Considerando que a escolha de um curso de graduação é uma decisão complexa, na maioria das vezes tomada cedo na vida, e que envolve aspectos emocionais, afinal, é uma das decisões mais importantes que os indivíduos tomam, já que tende a delinear a escolha da carreira ou profissão, decidimos estudar como se deu esse processo a partir da ótica do campo de estudos chamado de Economia Comportamental”, explica Mateus.