Corrida no Campus

Cerca de 100 crianças e adolescentes do projeto PEI participaram da atividade na tarde dessa quinta-feira, 28/11

MICHELLI MACHADO

Uma atividade que mistura a resistência das corridas de rua com os desafios de uma corrida de aventura, assim é a Corrida no Campus, promovida pelo Programa de Esporte Integral – PEI. O evento, que está em sua 8ª edição, tem como principal objetivo integrar as crianças e adolescentes do projeto que praticam o atletismo.

Crédito: Rodrigo W. Blum

O coordenador do PEI, Augusto Dotto, contou como surgiu a ideia de criar a atividade. “O evento foi inspirado nas corridas de rua trabalhadas nas atividades do atletismo, dentro do programa. Também foi pensado para aproveitar a beleza do nosso campus, explorando espaços que geralmente os educandos não utilizam”, explicou.

Onze estudantes da Unisinos dos cursos de Educação Física, Serviço Social e Psicologia se envolveram na atividade que contou com cerca de 100 participantes, representando três locais diferentes de atuação do PEI: Unisinos; AABB Comunidade São Leopoldo; e Feitoria Seller.

Lucas Carvalho, estudante do 2º semestre do curso de Educação Física, contou sua experiência no projeto. “É muito importante estar vinculado ao PEI, pois o programa proporciona uma forma de estar mais integrado à Universidade”, afirmou.

Natiele Quevedo da Silva, aluna do 5º semestre do curso de Serviço Social, faz parte do PEI há dois anos. “Sem dúvida nenhuma, o PEI contribuiu muito para minha formação acadêmica. Quando eu entrei no curso eu era uma Natiele, antes de fazer o estágio eu era outra e, agora, já sou totalmente diferente. Para mim, é incrível poder relacionar o que eu estou aprendendo nas aulas com a prática que vivemos lá no PEI”, explicou.

A corrida iniciou às 14h30 e teve aproximadamente 30 minutos de duração. Os competidores participaram de circuitos diferentes, de acordo com sua categoria, divididos em três grupos: mirins (de 7 a 9 anos), pré-adolescentes (de 10 a 12) e adolescentes (13 anos ou mais). “A corrida marca o encerramento das atividades esportivas no ano, tendo um caráter festivo e de confraternização. Já é uma tradição do nosso final de ano”, destacou Dotto.

Crédito: Rodrigo W. Blum

O professor de atletismo do PEI, Tobias Souza, falou da importância do evento e do projeto. “No PEI, a gente consegue oportunizar, para os participantes, vivências que eles não teriam, como o acesso ao esporte e outras oportunidades e espaços, como por exemplo, estar hoje dentro do campus de uma universidade particular. É gratificante para nós poder proporcionar para eles acesso a ambientes diferentes”, destacou.

Para os competidores, a corrida é um momento de diversão. “É primeira vez que eu participo da corrida. Eu gosto de vir para o PEI para ficar com os amigos, brincar e me divertir”. Mariana Tesche, 11 anos, Núcleo Feitoria. “É a primeira vez que participo dessa corrida o que eu mais gosto de fazer no PEI é jogar futebol, conversar com os amigos e brincar”. Erick Rodrigues, 12 anos, Núcleo AABB. “Essa é a terceira vez que participo da corrida, é bem divertido. No PEI eu aprendi a jogar hóquei e futsal, que é o esporte que eu mais gosto. Eu gosto de jogar na linha e no gol”. Luís Henrique Teixeira, 10 anos, Núcleo Unisinos. Todos os competidores ganharam medalha de participação.

Sobre o PEI

Há mais de 30 anos, o Programa Esporte Integral – PEI atende crianças e adolescentes, entre 7 e 17 anos residentes no município de São Leopoldo. O projeto oferece atividades esportivas, recreativas e de dança. A iniciativa está ligada à Política Nacional da Assistência Social, vinculada ao Centro de Cidadania e Ação Social Unisinos – CCIAS.

Hoje, mais de 300 pessoas são atendidas pelo PEI. O projeto conta com a parceria institucional do Banco do Brasil, através do Programa Integração AABB Comunidade. O principal objetivo da iniciativa é prevenir situações de risco e vulnerabilidades, investindo no desenvolvimento de potencialidades através da prática do esporte. Entre as atividades oferecidas pelo programa está o atletismo, que disponibiliza oficinas e aulas, de duas a três vezes por semana, em diversas modalidades. A Corrida no Campus é uma das atividades vinculadas ao atletismo.