Conecta Digital: público acompanhou diversas dicas para a sua formação

Desenvolvimento pessoal, apresentação da universidade e atrações culturais marcaram o primeiro dia do evento

LAURA BLOS

Teve início nessa terça-feira, 10/11, a edição 2020 do Conecta. Diversas atividades como palestras, dicas, conversa com alunos da universidade, além de atrações culturais já passaram pelo palco do Conecta, que neste ano ocorre no ambiente digital.

Graduação PRO

A professora Luciane Wolff trouxe aos futuros estudantes informações a respeito da nova Graduação PRO, apresentando as disciplinas de Desenvolvimento Pessoal e Profissional. Como a professora explica, o objetivo dessas disciplinas é apoiar o aluno em uma educação transdisciplinar. “A gente entende que formar profissionais que de fato vão contribuir com essa sociedade e mundo complexo que a gente está vivendo, vai muito além da aprendizagem técnica. É preciso desenvolver as competências dos profissionais do futuro, competências comportamentais e relacionais”, explica Luciane.

Crédito: Reprodução YouTube

Pensamento crítico, aprendizagem ativa, liderança e inteligência emocional são alguns dos diferenciais que definem o novo profissional. “Na graduação PRO, o aluno está no centro do processo e aprendizado, pois entendemos que a pessoa que somos não é distinta do profissional que seremos. Quanto mais a gente se conhece como pessoa e profissional, maior tende a ser nossa satisfação com as nossas decisões”, declara a professora. Para isso, as disciplinas de desenvolvimento pessoal e profissional visam abrir espaços de reflexão para o autoconhecimento. Luciane traz então algumas perguntas que podem ajudar os estudantes a visualizarem melhor suas preferências:

Qual é a característica mais marcante a respeito de você?

O que é um trabalho realizador pra ti?

Que profissão oportunizaria a ti expressar as suas características e alcançar a tua realização pessoal?

Com estas perguntas, a professora busca que o aluno reflita sobre os caminhos a tomar. “Nossa grande missão é que você desenvolva autonomia, que você saiba resolver os desafios da vida e do mercado de trabalho”, para isso, Luciane trouxe mais uma dica para desenvolver a competência de “aprender a aprender”. Estabeleça metas de aprendizagem, escolha e aplique estratégias para alcançar essas metas. Ao final, analise como foi o processo, se o método escolhido foi o melhor para você, como você se sentiu no desenvolvimento e se realmente conseguiu aprender o que se propôs.

Por fim, Luciane ainda indicou uma ferramenta oferecida pela Unisinos, para responder a, que talvez seja, maior pergunta de quem quer iniciar a graduação: “qual o melhor curso para mim?”. Para esta questão a Unisinos oferece um quiz que te auxilia na busca por esta resposta. Confira clicando aqui.

Música e representatividade

À tardinha, a querida cantora, compositora, escritora, atriz, performer, DJ e uma das potentes vozes que representam a mulher negra e trans, Valéria Barcellos participou do evento, trazendo sua música e seu poder de representação.

Crédito: Reprodução YouTube

Valéria falou um pouco sobre sua trajetória e a importância da representação negra e da educação. “Superei as dificuldades estudando, ouvindo outras pessoas e lendo. Também não sei tudo. Minha mãe disse uma vez para mim: o dia em que tu achar que sabe tudo, tu vai voltar a estudar, porque a gente aprende todos os dias’’, contou a cantora rindo.

“A gente luta no mês da consciência negra não é por ser mais ou ser menos, a gente quer igualdade. Parem com a falácia de que somos todos iguais, porque nós somos diferentes. Navegamos no mesmo mar, mas em barcos diferentes, alguns em um transatlântico enquanto outros estão em uma jangada”, afirmou Valéria que ainda convidou os participantes do evento a conhecerem seu projeto “Ocupação quadrado preto”, em que a cantora “ocupa” as contas de grandes influenciadores não negros, da internet. O objetivo é dar visibilidade aos rostos negros, com um sentido parecido com o do movimento “Black Lives Matter”, que deixou diversos perfis do Instagram com quadrados pretos, na luta contra o racismo. “Não é desmerecendo o movimento, mas acredito que rostos negros são muito mais impactantes”, explica Valéria.

Game Show dos cursos tecnológicos

Outra ação do primeiro dia do Conecta foi o Game Show sobre a Nova Graduação Tecnológica da Unisinos. Na atividade, a professora Luciana, da Indústria Criativa, e o professor André, da Escola de Direito, participaram de um quiz sobre os novos cursos.

Dentro, então, do novo modelo de cursos tecnológicos algumas características são comuns a todos eles, como o desenvolvimento de competências, certificações após a conclusão de cada uma dessas competências, carga horária prática, lab tools (atividades que podem ser realizadas de acordo com o interesse de cada aluno), e tech experience, em que os alunos têm palestras, workshops e integração com profissionais já consolidados no mercado de trabalho.

Crédito: Rodrigo W. Blum

Os 16 cursos que contam que este novo modelo são: Processos Gerenciais, Gestão Comercial, Gestão de RH, Gestão Financeira, Logística, Comércio Exterior, Marketing, Análise de Desenvolvimento de Sistemas, Jogos Digitais, Segurança da Informação, Sistemas para Internet, Banco de Dados - Big Data, Redes de Computadores, Design de Produto, Gestão da Produção Industrial e Eletrônica Industrial.

O primeiro dia do Conecta contou ainda com dicas de educação financeira, escolha da segunda graduação, além da apresentação das diferentes modalidades de ensino oferecidas pela Universidade. O Unisinos Conecta continua até o dia 12 de novembro e você ainda pode fazer sua inscrição para participar das atividades em unisinos.br/conecta/evento.