Projeto Silo Verde vence o Prêmio Roser

Com a conquista, o projeto será incubado por um ano no Tecnosinos

GUSTAVO EV
29 de Outubro de 2014 - 11:44 | Atualizado: 29 de Outubro de 2014 - 17:00

Foi divulgado, na última quinta-feira, dia 23 de outubro, o resultado do Prêmio Roser – São Leopoldo Smart Cities. Uma iniciativa da Unisinos e do Tecnosinos em parceria com a Prefeitura de São Leopoldo, que tem como objetivo apoiar projetos que apresentem soluções inovadoras para os problemas do município, e que possam se tonar negócios reais. O vencedor foi o estudante de Processos Gerenciais, Manolo Maciel Machado, que apresentou o projeto Silo Verde.

“O projeto é um sistema de armazenamento de cereais e rações, desenvolvido a partir de matérias primas recicladas, com formato inovador, prático e de baixo custo perante aos produtos atuais, com foco em pequenos e médios produtores rurais”, explica Manolo. Com a premiação, o Silo Verde será incubado pelo Tecnosinos por um ano, ou seja, ele receberá os auxílios necessários para encarar os negócios de mercado, participando de inúmeras atividades de gerenciamento.

[TEXTO ALTERNATIVO DA IMAGEM

Confira a entrevista

Como surgiu o Projeto Silo Verde?

A ideia surgiu em virtude do grande déficit de armazenagem nacional, que é um dos principais problemas enfrentados e chega a 24% de toda a produção brasileira. São aproximadamente 40 milhões de toneladas que não tem onde ser armazenadas, e que, em virtude disto leva a perda de cerca de 10% dos produtos, algo em torno de 15 bilhões de reais em perdas por ano, sem contar os problemas gerados pela falta de valorização, principalmente pelos pequenos e médios produtores rurais, que são o principal foco do produto. Também tenho familiares que necessitam de muito esforço para se manterem no campo e vejo o quanto tem de lutar no dia a dia. O que eu mais queria era ajudar a todos, pois os pequenos e médios produtores são os mais afetados por não poderem armazenar e valorizar sua produção, tendo inúmeras perdas e onerando os seus ganhos com inúmeros decréscimos como alto custo, frete e armazenagem terceirizada que vão dilapidando os ganhos.

E tão importante quanto tudo já citado, foi a minha vontade de gerar um produto sustentável, prático e inovador, e que fosse mais acessível (barato) que os produtos atualmente existentes no mercado. Sendo assim, vislumbrei concomitantemente ao desenvolvimento do produto qual seria a melhor aplicação de material para a criação, tendo em vista a necessidade de um material resistente, durável e que permitisse o reprocesso para a aplicação necessária, e também com vasta existência em nossa sociedade. Com isso, chegamos ao material pet, um problema solto em nossos rios e ruas, será uma solução de duas mãos para dois grandes problemas de nosso país e sociedade, se valendo da aplicação de resíduos reciclado para a geração de um produto voltado para outro grande segmento.

Como ele pode beneficiar a cidade de São Leopoldo?

Colaborando no desenvolvimento sustentável das regiões, convertendo resíduos do meio ambiente que se tornariam lixo, em um produto com alto valor agregado e com necessidade de mercado, demostrando a comunidade o potencial da reciclagem. E, também, conscientizando a população sobre os benefícios da reciclagem de materiais, e intensificar a coleta e a correta destinação deste tipo resíduo dos perímetros urbanos, pois a matéria prima para confecção do produto se baseia quase que em sua totalidade em insumos poliméricos reciclados.

Qual importância o prêmio tem para você?

Não consigo descrever facilmente tudo oque representa para mim esta conquista. É um passo muito grande, com o amparo importante de uma instituição com a expressão da Unisinos. É o bálsamo, depois de horas e dias de dúvidas, trabalhos e questionamentos. Representa a certeza de que, com o trabalho e o devido suporte, nós realmente somos capazes de coisas incríveis, pois nossa instituição é uma mina de diamantes, na qual existem muitas riquezas a serem descobertas, em inúmeras áreas do conhecimento. O prêmio é a resposta para muitas perguntas que sempre me fiz. É a demonstração de que, qualquer projeto ou trabalho, por mais complexo que possa parecer, se torna algo muito mais brando e de certa forma fácil quando se tem ao lado pessoas somando forças. É o resultado final de uma ideia que se tornou uma ação. Uma ação que se torna um projeto. Um projeto que é lapidado para se tornar um produto, e ajudar o mercado e as pessoas que o constituem.

Como você trabalhará no projeto a partir de agora?

Pretendo seguir o plano de negócios desenvolvido durante as etapas seletivas, no qual consiste em executar as etapas e processos para o desenvolvimento e comercialização do projeto, que se baseia na elaboração de protótipos 3D para demonstração e apresentações do produto. Se necessário, aprimorar o design da placa/produto que constitui o silo, a fim de levá-lo ao seu maior potencial e perfeição. Em seguida, desenvolver a matriz necessária para a injeção e manufatura do produto, para então comercializá-lo, podendo estender a todos os produtores rurais de pequeno e médio porte, assim como para todo o país, os benefícios da armazenagem e diminuir as quebras geradas em virtude do déficit dela. E, toda e qualquer competência auxiliar, buscarei primeiramente dentro das demais empresas sediadas no Tecnosinos, a fim de complementar e levar a capacidade do produto ao maior alcance e desempenho. 

O que representa ter esse projeto incubado pelo Tecnosinos?

Representa o suporte de uma instituição tão grande, como é a Unisinos, para o desenvolvimento de meu produto. É como aprender a jogar tênis e ter Rafael Nadal como professor. Você entra com o projeto e a vontade e eles com o suporte que faz necessário. Representa a credibilidade e, ao mesmo tempo, a responsabilidade de levar este prêmio e esta instituição junto ao nome de seu produto e empresa. Hoje, mais do que nunca, me sinto parte direta da universidade. Sou aluno, pesquisador do PPG em Administração, criador do projeto Silo Verde e vencedor do Prêmio Roser. Isso significa que, se você quer e fizer, você terá o suporte que precisar. Vale a pena acreditar, pois a melhor ideia do mundo de nada vale se ficar apenas em nossa cabeça.