Nova gestão ACIST-SL tem participação do Tecnosinos

Com mudança no nome, associação inclui o setor de tecnologia do município

DA REDAÇÃO
28 de Janeiro de 2016 - 14:44 | Atualizado: 29 de Janeiro de 2016 - 10:12

Foi nomeada, nesta semana, a diretoria da gestão 2016-2017 da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo (ACIST-SL). A entidade, antes denominada Associação Comercial, Industrial e de Serviços de São Leopoldo (ACIS-SL), conta com a representação do setor tecnológico desde dezembro passado. Entre os empossados, está o diretor da Unitec e CEO do Tecnosinos, Luís Felipe Maldaner, eleito vice-presidente de Ensino.

[Luís Maldaner é eleito vice-presidente de Ensino da ACIST

As atribuições do cargo estão relacionadas às atividades educacionais do município e, em especial, às que se referem ao Ensino Técnico. “Pretendo continuar o trabalho que vinha sendo feito nessa área, estreitando laços com as escolas técnicas e com a própria Unisinos, e trazendo a comunidade empresarial para conhecer as possibilidades de parcerias com a universidade”, afirma Maldaner.

Importância do Tecnosinos

Para o presidente, Leandro Hilbk, o Tecnosinos é “o mais recente e grande passo de desenvolvimento de São Leopoldo”. Segundo ele, até pouco tempo, o município estava alicerçado no setor metal-mecânico. Hoje, esse setor se mantém, com a vantagem de ser apoiado pelo Parque. Hilbk também destaca que o Tecnosinos faz parte da matriz econômica da região, “tanto que a perspectiva de trazer a operação do Medical Valley, modelo consolidado na Alemanha, deve-se à estrutura da qual o Parque dispõe”.

De acordo com Maldaner, integrar a diretoria da ACIST-SL oferece grande oportunidade de interação do Tecnosinos com a comunidade. A partir dessa aproximação, ele espera ser possível contribuir ainda mais para a efetiva reconversão econômica do estado. “Esse trabalho vem sendo desenvolvido pelo Tecnosinos e, certamente, será ampliado pelos novos investimentos que realizamos aqui, a exemplo da Unitec II e do Partec Green”, comenta o vice-presidente de Ensino. “Toda essa ampliação traz novas perspectivas para a economia local e regional.”

Mudança no nome

A inclusão do setor de tecnologia no nome da associação era desejo antigo, de mais de duas décadas. Desde a gestação do Polo de Informática (parceria entre ACIS, Unisinos e poder público), já se pensava nessa mudança. “Temos muitos associados ligados à área tecnológica e que agora serão ainda mais valorizados e contemplados”, afirma o presidente.

Para Maldaner, “trata-se de uma mudança que ultrapassa o significado da sigla e demonstra um reconhecimento dos empresários de que a tecnologia passa a ser uma área precípua de atuação da associação”. A novidade também conecta, mais diretamente, a ACIST-SL e o Parque, que, desde sua fundação, fomenta o desenvolvimento inovador e tecnológico.