Desafio das marcas no pós-pandemia é tema do nono bootcamp do Programa BRDE Labs

PEDRO BARBOSA TECNOSINOS

Para se posicionar no corretamente no mercado, uma empresa precisa ter um posicionamento estratégico claro, com capacidade de condução de relacionamento, gestão e resultado. Estes são elementos fundamentais para uma instituição ter potencial para transformar um negócio. Considerado um dos maiores experts em branding do país, o CEO do GAD, Luciano Deos, foi o palestrante do oitavo bootcamp da etapa de aceleração do Programa BRDE Labs. O bate-papo online, realizado na última quinta-feira, 15, teve como temática ‘O Desafio das Marcas no pós-pandemia’.

Deos compartilhou um pouco sobre sua experiência profissional e trajetória à frente da GAD, empresa onde ajudou a construir relevância e reconhecimento ao longo de mais de 20 anos. Foram inúmeros trabalhos desenvolvidos em grandes empresas como, por exemplo, Claro, A+, Via Varejo e Catho. Para ele, as marcas só fazem sentido a partir dos negócios. “As pessoas investem em uma marca porque acreditam nela. O papel da marca é potencializar a estratégica de negócio. Direcionar a esperança que queremos entregar aos nossos clientes”.

Crédito: Divulgação

De acordo com Deos, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) reforçou a importância de as empresas tomarem consciência no impacto que começam a ter com as pessoas. “Não se trata mais sobre a empresa. Mas sim, sobre marcas, negócios e pessoas. Neste sentido, ajudamos os empreendedores a transformar seu sonho em negócio, adequados à nova economia”.

Para ele, os conceitos de marca valem igualmente para empresas grandes ou pequenas e para as startups. “A capacidade de implementar pode ser diferente, mas o conceito vale. Quando olhamos a marca, precisamos ver mais que logotipo, cor e elementos gráficos. É preciso que tenha significado e conte com três premissas importantes: consistência, coerência e consciência”, explica Deos.

Os sete pilares na construção de marca

Cultura e estratégia são conceitos fundamentais para o sucesso de uma marca. Deos entende que há outros cinco temas que definem o motivo que a organização existe e o papel dela no mundo: pessoas, relacionamento, reputação, resultado e experiência.

1. Cultura: é a razão pela qual a empresa existe. Deve narrar a história e trazer o olhar para o presente, através de clareza do motivo pelo qual a organização existe e o papel dela no mundo.

2. Estratégia: Seu papel é traduzir e potencializar a estratégia e a cultura do negócio.

3. Pessoas: São todos os colaboradores, parceiros e clientes. É preciso ter capacidade de entender e atender a todas as pessoas. É um grande desafio, potencializado pela tensão que existe nas redes sociais, criticidade e velocidade de resposta necessária.

4. Relacionamento: É a capacidade de fazer com que as pessoas participem da agenda da empresa. Começa com o engajamento do público interno (colaboradores) e passa por um bom atendimento aos clientes.

5. Reputação: É preciso entender claramente como se posicionar diante de temas políticos e sociais. Empresas que assumem determinadas causas e se posicionam levam vantagem. As empresas precisam atuar enquanto agentes de transformação da sociedade.

6. Resultado: As empresas precisam medir o seu valor, seja de crescimento, em termos de valuation, ou de premiações. Marca precisa trazer resultado.

7. Experiência: A construção de valor de uma marca se dá na experiência. Paga-se mais onde há uma experiencia de valor maior com as marcas. É importante ter a visão de que a experiência, consumo e valor são sinônimos de marca.

Troca de experiências

No final do bootcamp foi realizado um bate-papo para que todos pudessem esclarecer dúvidas, discutir assuntos importantes com relação aos desafios para a construção de uma marca. O bate-papo contou com a presença das 12 startups selecionadas para a etapa de aceleração do Programa BRDE Labs: 2Metric, Agência Besouro, BioIn, DigiFarmz, Elysios, Essent Agro, Faba, Insumo Fácil, Palma Sistemas, Polvo Spot, Optim e Talos, bem como representantes do BRDE, da VENTIUR, das três das universidades que integram a Aliança para Inovação (UFRGS, PUCRS e Unisinos).