Programa DAI concede novas bolsas

Sete estudantes serão contemplados com bolsas de estudo para 2019/2

MICHELLI MACHADO

O Programa Doutorado Acadêmico para Inovação (DAI) está financiando bolsas de pesquisa para alunos de doutorado que desenvolvam projetos de interesse do setor empresarial. A iniciativa, que teve início em 2019/1, neste segundo semestre, irá contemplar mais sete estudantes com novas bolsas. Os cursos de doutorado em Administração, Computação Aplicada, Design e Engenharia Mecânica estão com inscrições abertas para o edital até o dia 19/6. As aulas dos estudantes selecionados iniciarão em agosto de 2019. Consulte o edital de seleção do CNPq aqui.

O DAI busca contribuir para o aumento da capacidade inovadora, da competitividade das empresas e do desenvolvimento científico e tecnológico no país, fortalecendo os Sistemas Regionais de Inovação. Os estudantes bolsistas desenvolvem pesquisas com temas de interesse das empresas parceiras do programa. Além do orientador acadêmico, o aluno conta com um supervisor junto à empresa onde que o projeto de doutorado está relacionado.

Em 2019/1, Michele de Souza, do PPG de Engenharia de Produção e Sistemas, foi uma das estudantes selecionadas no edital. A doutoranda, que iniciou o curso em março, conta como está sendo sua experiência.

“O Doutorado Acadêmico para Inovação reitera a relevância da parceira universidade-empresa. A principal diferença entre o DAI e o doutorado acadêmico é o desenvolvimento de projetos de pesquisa científica que sejam de interesse do setor empresarial brasileiro. Os projetos de pesquisa que estou criando contribuirão com o desenvolvimento cientifico e tecnológico do Brasil, já que pretendem aprimorar o processo produtivo das empresas e ampliar sua capacidade de gerar inovação”, afirma.

Para Michele, as pesquisas visam ampliar diretamente os resultados e fomento da competitividade das empresas em que os estudos são aplicados. “Uma pesquisa só é enriquecedora se tem aplicabilidade e é capaz de gerar impacto social e econômico. A relação academia-empresa propicia isso”, enfatiza.

Segundo a estudante, que está trabalhando para a Accera, as pesquisas realizadas na parceria universidade-empresa são fundamentais para geração de inovação e para aplicação em produtos e serviços. “Essa parceria gera grandes oportunidades para que empresas e universidades conjuguem seus objetivos”, finaliza.