O futuro passa pelo georreferenciamento de imóveis

BELISA LAZZAROTTO
13 de Junho de 2016 - 09:05 | Atualizado: 13 de Junho de 2016 - 13:13

Grande parte das informações está espacializada hoje em dia. Exemplos disso são os aplicativos de localização e que informam sobre acidentes, barreiras policiais e engarrafamentos nas ruas e estradas. No entanto, o georreferenciamento também é importante para outras áreas do conhecimento. 

[Georreferenciamento de imóveis: o futuro da construção

O georreferenciamento consiste na determinação dos limites do imóvel através de coordenadas georreferenciadas ao Sistema Geodésico Brasileiro. “Atualmente, temos demanda de profissionais habilitados para demarcar os imóveis rurais, principalmente profissionais para realizar o georreferenciamento, ou seja, realizar os trabalhos para a certificação dos imóveis rurais”, explica a coordenadora da especialização em Informações Espaciais Georreferenciadas da Unisinos, Adriane Brill Thum. 

Segundo a professora, o profissional habilitado para trabalhar na área vai ter a competência e as habilidades de realizar todo o processo da certificação, que envolve a coleta de documentação, coleta de dados e levantamento de campo utilizando receptores GNSS (Sistema de Navegação Global por Satélite), processamento dos dados, encaminhamento para a certificação via Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF), etc. “Temos muitas áreas para georreferenciar e precisamos de profissionais habilitados para essa atividade”, destaca Adriane.

Conheça outros cursos na área em: unisinos.br/especializacao.