Unisinos e Abinee discutem tendências no setor eletrônico

Evento ocorreu no Portal de Inovação da universidade

DIVULGAÇÃO ABINEE

Empresários, professores e pesquisadores do setor eletroeletrônico se reuniram no começo deste mês no Portal de Inovação da Unisinos onde construíram um conjunto de diretrizes que servirão para mapear futuras oportunidades e definir alguns horizontes de atuação no mercado regional e nacional.

[ Professores e representantes de escolas falam no Café Conecta Crédito: Rodrigo W. Blum

Utilizando a abordagem do design thinking, o público discutiu sobre os desafios e oportunidades encontrados na atualidade, relacionando os recursos que a Unisinos oferece com as necessidades e possibilidades vivenciadas pelas empresas associadas da Abinee. Nos próximos dias, será elaborado um sumário executivo com os principais assuntos tratados, que também servirá para nortear as ações em 2018.

[ Professores e representantes de escolas falam no Café Conecta Crédito: Rodrigo W. Blum

No encontro, o coordenador do itt Chip, Celso Peter, destacou que uma das principais tendências no setor eletroeletrônico está relacionada ao encapsulamento de chips, sobretudo à possibilidade de se encapsular vários chips em conjunto em vez de individualmente, o que deve reduzir custos e que, na sua visão, trata-se de uma inovação sem volta. Peter também enfatizou o crescimento na indústria de semicondutores, que teve seu faturamento ampliado em 20% de 2016 para 2017, e que deve ser alavancado pela construção de data centers, carros elétricos e até semicondutores de potência.

“A indústria 4.0 não funciona sem sensores, então vai haver uma grande demanda para essa área.”

Celso Peter, coordenador do itt Chip
[ Professores e representantes de escolas falam no Café Conecta Crédito: Rodrigo W. Blum

O pesquisador e professor Rodrigo Marques de Figueiredo, também do itt Chip, destacou alguns impactos que serão causados pela IIoT (Industrial Internet of Things, ou internet das coisas industrial), como previsão da demanda, padronização das informações coletadas, uso de estatísticas em tempo real de produção, estoque, vendas e entrega, otimização de processos e análise de dados e de qualidade do processo.