Tecnologia a serviço do bem

Estudantes apresentam suas invenções na arena de robótica

MICHELLI MACHADO

Estimular a criatividade e a inovação, essas são algumas das características que a Unisinos busca trabalhar nos estudantes. Por isso, durante a Mostratec 2017, disponibilizou um espaço de robótica na Feira. O local serviu de arena para competições entre grupos de alunos de diferentes escolas do estado, que tinham o desafio de desenvolver robôs inteligentes.

Um dos projetos apresentados no evento foi criado por um grupo de estudantes do Ensino Médio, do colégio Instituto de Educação de Ivoti. Sob a coordenação do professor Vanderlei Kriesang, Nicolas Oliveira, Juan Cunha e Vinícius Moura desenvolveram um robô capaz desviar de obstáculos e resgatar vítimas, em caso de um desastre. 

[ Professores e representantes de escolas falam no Café Conecta Crédito: Rodrigo W. Blum

“Para esse desafio proposto pela Unisinos desenvolvemos um robô construído em cima de uma garra, como mais motores do que outras versões que já tínhamos criado. Queremos aprimorar ainda mais para que além de resgatar vítimas, o robô seja capaz de identificar vivos e mortos”, explicou Nicolas. 

O protótipo apresentado na Feira é em escala muito menor do que seria o robô real, utilizado para essa atividade, mas parece funcionar muito bem. A equipe vem se destacando na área da robótica ao longo do ano e conquistou o segundo lugar na Olimpíada do Estado.

[ Professores e representantes de escolas falam no Café Conecta Crédito: Rodrigo W. Blum

Iniciativas como essa, estimulada pela Unisinos, dão aos estudantes a oportunidade de desenvolver e aplicar seus conhecimentos em atividades reais. Além disso, a competição também serve como momento de troca entre os alunos de diferentes localidades. Um conhecimento construído em conjunto e compartilhado pode trazer a solução de grandes problemas.