Problema de Mobilidade Urbana é resolvido em TCC

Estudante de Engenharia Civil desenvolve projeto para rodovia em Montenegro

MATHEUS N. VARGAS

A formanda em Engenharia Civil, Nicole Streit, resolveu, em seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), um grande problema de mobilidade urbana da cidade de Montenegro. O projeto consiste na implantação de duas rótulas fechadas para as travessias no KM 575 e outra no KM 893 da RSC 287, além da inclusão de faixas de segurança entre rótulas e o acréscimo de redutores de velocidade para tornar a travessia dos pedestres mais segura.

Crédito: Divulgação

A futura engenheira conta que a escolha desse tipo de rotatória foi embasada nas características e comportamento do tráfego a fim de atender as questões de travessia e otimizar os cruzamentos críticos, que adentram a conversão à esquerda em ambas as interseções. “A proposta visa dividir os fluxos da via principal, criando oportunidades para as conversões e, ainda, protegendo os veículos em manobra nos canteiros centrais através das ilhas divisórias. A implantação da rótula fechada possibilita ordenamento dos fluxos com mais segurança”.

Nicole ressalta que não existe uma faixa de segurança na rodovia e, com estudos e análises realizadas, foi verificado que a inclusão deveria ser feita em pontos estratégicos, onde os pedestres tenham fácil acesso e seguridade. “A fim de reduzir a velocidade dos veículos próximos às faixas de segurança, optou-se por utilizar redutores de velocidades nos dois sentidos da via principal, tendo como sinalização as tachas refletivas para evidenciar o local. A alternativa é uma solução de baixo custo e de fácil implantação”.

A formanda lembra que a ideia surgiu no início da graduação pois a rodovia era caminho para o trabalho. “Percebia a dificuldade dos veículos e dos pedestres na travessia. Nas interseções há um alto índice de acidentes, grande tempo de espera para cruzamentos e congestionamento diários, sendo que a partir desses fatores, vi a necessidade de efetuar uma análise da RSC 287, a fim de encontrar as deficiências para, assim, propor soluções viáveis e que supram as exigências de mobilidade e segurança”, explica.

Apesar de ser um TCC, o projeto pode ser aplicado na prática. “No decorrer do trabalho foi demonstrado que a alternativa proposta pode ser executada com um baixo custo, de maneira simplificada e sem gerar grandes mobilizações, suprindo as necessidades vigentes e se tornando um projeto exequível, conforme o objetivo principal do trabalho”, afirma Nicole.

A futura engenheira conta que os conhecimentos adquiridos ao longo da graduação ajudaram muito na construção do projeto. “Durante a graduação tive professores excelentes, sempre preocupados em passar todo conhecimento possível. Meu orientador também foi de suma importância, contribuiu muito no meu trabalho estando sempre disposto a me ajudar e orientar”.

O coordenador da Engenharia Civil, Jeferson Patzlaff, conta que a Nicole desenvolveu um excelente Trabalho de Conclusão de Curso, do ponto de vista técnico e acadêmico. “Identificou, próximo à região onde mora, uma demanda da comunidade local e, com os conhecimentos e habilidades desenvolvidas ao longo do curso, propôs uma alternativa técnica adequada e viável. Ficamos felizes, enquanto coordenadores e professores do curso de Engenharia Civil da Unisinos, que nossos alunos projetem soluções e proponham melhorias que possam atender a demandas reais. No caso da solução apresentada pela estudante, destaca-se a perspectiva de dar mais segurança e qualidade à população que circula pela região diariamente, ou seja, também com propósito social”, finaliza o professor.