O que os jovens estão fazendo para mudar o mundo

Eles são engajados e fazem o bem. Confira como

PÂMELA OLIVEIRA

Só porque o mundo é grande não quer dizer que pequenas ações não façam a diferença para torná-lo melhor. Os jovens sabem muito bem disso: estão cada vez mais engajados com as causas sociais, criando suas próprias microrrevoluções e transformando realidades por onde passam.

Foi para incentivá-los a propor soluções para problemas da sociedade que a Unisinos e a Smile Flame promoveram o Social Hack nos dias 24 e 25 de agosto. A atividade aconteceu no Campus Porto Alegre e reuniu estudantes de Ensino Médio das escolas da região.

[Aliança para inovação Porto Alegre Crédito: Janaína Costa

Os participantes formaram quatro grupos, cada um vinculado a uma temática: acessibilidade, diversidade, educação e mobilidade. Depois de muita dinâmica e preparação, os jovens apresentaram suas ideias para uma banca de jurados.

O time vencedor — categoria educação — recebeu mil reais como prêmio para tirar a ideia do papel e colocá-la na rua. Confira essa e outras propostas de projeto que surgiram:

[Aliança para inovação Porto Alegre Crédito: Janaína Costa

Esporte sobre Rodas

Categoria: acessibilidade.

Este projeto é um exercício de empatia. Ele reúne, em uma mesma partida de basquete, cadeirantes e não cadeirantes, e todos jogam com cadeiras de rodas.

A iniciativa tem como finalidade sensibilizar as pessoas quanto às dificuldades encontradas por quem precisa de uma cadeira de rodas para se locomover. É uma oportunidade para “calçar o sapato do outro” de forma recreativa.

Pé no Pedal

Categoria: mobilidade.

O Pé no Pedal quer incentivar as pessoas a andarem de bicicleta em Porto Alegre. Ele tem a intenção de promover encontros para que os ciclistas se conheçam, interajam e contribuam para consolidar a cultura da bike na Capital.

EducAÇÃO

Categoria: educação.

Parecido com uma feira de profissões, o projeto propõe-se a conectar pessoas que estão pensando em largar os estudos e quem passou por isso e conseguiu voltar à sala de aula. Ele tem o objetivo de inspirar por meio de histórias de superação, de mostrar possibilidades de um futuro melhor.

Vai, Garota!

Categoria: diversidade.

A iniciativa quer dar mais oportunidade para as mulheres no mercado de trabalho. A intenção é reunir currículos que não mencionem características físicas e apresentá-los às empresas durante um evento. O projeto também prevê palestras e atividades de conscientização sobre empoderamento feminino, além de cursos de capacitação e uma plataforma online.

[Aliança para inovação Porto Alegre Crédito: Janaína Costa

Por que(m) você quer mudar o mundo?

Perguntamos ao público do Social Hack por que(m) eles querem mudar o mundo e quais atitudes estão tomando para isso. Veja como eles responderam.