Inglês para a comunidade

Parceria entre o curso de Letras e o Neabi oportuniza o aprendizado de um novo idioma

MICHELLI MACHADO

Algumas iniciativas são referência quando falamos da construção de conhecimento que transborda os muros da Universidade. Entre elas, está a atividade de Inglês para a comunidade. Criada para ser um elo entre os cursos de Licenciatura em Letras Português/Inglês e Letras Inglês e o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas – Neabi, a atividade busca promover a inclusão de cidadãos afrodescendentes, indígenas e brancos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, em práticas sociais constituídas e exercidas pelo uso de inglês como língua adicional. Além disso, o projeto possibilita que os alunos desenvolvam atividades que contemplam os conhecimentos acumulados ao longo da graduação. 

Para a coordenadora do Neabi, Adevanir Pinheiro, é muito importante esse projeto, que agrega o conhecimento da língua inglesa nas práticas cotidianas do Neabi. “A parceria com o curso de Letras vem acrescentar conhecimentos e dialogar com espaços de fala, também voltados para a dinâmica de idiomas, que fazem parte desse cotidiano e, sobretudo, para estarmos melhor preparados no domínio de idiomas tão necessários para nossa atuação profissional”, observa.

[Aluno escrevendo durante a aula Crédito: Getty Images

A coordenadora da graduação em Letras, Adila de Moura, diz que essa parceria, que envolve a comunidade, é de suma importância para o curso. “O projeto propicia um novo espaço para ensino, reflexão e prática docente a alunos que estão no percurso de formação. Além disso, trata-se de uma atividade com encontros para o planejamento com material didático muito inovador. Desejamos que esse projeto seja o embrião para novos desafios junto à comunidade e ao Neabi”, afirma.

As aulas iniciam na próxima terça-feira, 22/5, no turno da tarde, para um grupo de 20 alunos, com previsão de término do ano letivo para o mês de dezembro. Os encontros serão realizados nos laboratórios da Escola da Indústria Criativa, onde está localizado o curso de Letras, para oportunizar a circulação da comunidade atendida em outros espaços da Universidade, para além do Neabi. O curso será ministrado por um estagiário de Letras, sob a supervisão dos professores Edmar Galiza dos Santos, do Neabi, e Márcia Del Corona, do curso de Letras. O projeto ajudará no exercício da cidadania, auxiliando na inclusão social dos moradores da cidade de São Leopoldo.