Do experimento para as prateleiras

Conheça as atividades do estágio na Farmácia-Escola da Unisinos

BRUNA LAGO - AGEXCOM

Uma coisa é certa: a melhor maneira de aprender é praticar. E é isso que alunos do curso de Farmácia da Unisinos fazem na Farmácia-Escola. No espaço, são desenvolvidas atividades de ensino, pesquisa e extensão, funcionando como estágio obrigatório para os estudantes. Os graduandos têm à disposição um laboratório completo, com padrões da Anvisa, que permite o aprendizado na manipulação de medicamentos e de produtos cosméticos. O local tem capacidade para fabricação de cápsulas, líquidos, semi-líquidos e homeopatia, além de contar com os setores de controle de qualidade e administrativo.

A parceria feita com a farmácia Agafarma, situada no prédio administrativo - conhecido como redondo -, permite que os alunos produzam os pedidos que a empresa recebe. “Além da experiência prática, os alunos aprendem a maneira correta demanipular, as questões técnicas, e a ética profissional que a carreira exige”, comenta a coordenadora do curso, Ana Rita Breier. O estágio tem carga horária de 270 horas semestrais, o que possibilita o aprimoramento nos processos dos futuros profissionais.

A responsável pelo estágio é a professora Edna Suyenaga. Ela salienta que a partir de 2020 os alunos terão a oportunidade de produzir fitoterápicos que serão distribuídos na Farmácia Municipal de São Leopoldo para a população atendida pelo SUS. Essa é uma parceria da Escola de Saúde, que além da Farmácia abrange cursos como Fisioterapia, Psicologia, entre outros, e da prefeitura. “Trata-se de uma importante oportunidade e um diferencial para a formação de nossos discentes. ”

Vitória Mottin é egressa do curso, e lançou sua própria linha de cosméticos no ano passado. Ela fez o estágio na Farmácia Escola em 2015, e traz dessa época boas referências. “Um ponto que eu sempre enfatizo sobre o estágio é que tudo é feito do jeito certo. Justamente porque o objetivo do projeto é ensinar ao futuro farmacêutico como tudo deve acontecer em um laboratório de manipulação”, comenta a ex-aluna. Ainda segundo Vitória, o estágio proporciona habilitação em homeopatia com certificação pelo Conselho Regional de Farmácia do Estado, um diferencial difícil de ser conseguido.

“Me formei em Farmácia com a Farmácia-Escola sendo minha única experiência em manipulação e senti que tive uma base boa para trabalhar na área logo depois de formada. Para mim, isso indica que o estágio cumpriu muito bem seu objetivo”, comenta Vitória.