Dia Nacional do Combate ao Alcoolismo

Dependência do álcool é uma doença e precisa ser tratada

MATHEUS N. VARGAS

Terça-feira, 18/2, é o Dia Nacional do Combate ao Alcoolismo, que, ainda, é um problema de saúde pública no Brasil. Apesar de termos evidências cientificas que comprovam a redução do consumo de algumas drogas, como a nicotina, por exemplo, o álcool, infelizmente, não apresenta essa estatística. De acordo com o Ministério da saúde, 17,9% dos brasileiros fazem uso abusivo de bebidas alcoólicas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) associa o consumo nocivo de álcool a índices de cirrose homeopática, acidentes de trânsito e desenvolvimento de câncer. A coordenadora do curso de Biomedicina, Juliana Scherer, dá detalhes dos malefícios causados pelo consumo excessivo de bebidas alcóolicas.

O álcool traz consequências bem graves, tanto no funcionamento físico como no funcionamento psicológico e social dos indivíduos. A professora do curso de Psicologia Ilana Andretta, explica como o álcool inibi algumas funções mentais muito importantes.

O tratamento para a dependência do álcool é dividido em duas etapas, desintoxicação e reabilitação. A professora Juliana Scherer comenta que terapias alternativas também têm se mostrado bastante efetivas.

CAPS – AD

Os Centros de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS - AD) são unidades de saúde feitas para atender gratuitamente quem precisa tratar o alcoolismo. O acompanhamento é realizado por médicos, psicólogos e terapeutas, além de ser aberto para a participação de familiares.

Caso não exista uma unidade do CAPS – AD na sua cidade, você deve procurar um CAPS tradicional ou uma Unidade Básica de Saúde de seu município para fazer o tratamento. Se houver necessidade de internação, é o próprio CAPS que faz a solicitação e encaminha o paciente para alguma das instituições associadas. Para mais informações clique aqui.