Alunos da Unisinos conquistam prêmio de empreendedorismo

Projeto visa facilitar a conexão do público feminino a mecânicas mulheres

LORENZO PANASSOLO

Você consegue imaginar o que acontece quando juntamos alunos de diferentes graduações? Na disciplina de Empreender e Inovar, por exemplo, os estudantes são desafiados a desenvolver projetos que impactem diretamente na nossa sociedade,sempre levando em conta os fundamentos e conhecimentos aprendidos durante todo o semestre.

E foi nessa disciplina que os estudantes do curso de Publicidade e Propaganda, Paloma Peixoto e Isabella Woycickoski; Engenharia de Alimentos, Victória Bernardes e Frederico Hofstatter; e Ciências Contábeis, Amanda Fraga, desenvolveram o aplicativo Automotiva, vencedor do Prêmio Universitário de Publicidade, uma iniciativa da Universidade Franciscana de Santa Maria (UFN).

O projeto, que resultou na conquista da medalha de prata na categoria Projeto de Empreendedorismo do prêmio, surgiu da necessidade de oferecer mais segurança e empatia às mulheres que dirigem e frequentam oficinas mecânicas. Segundo Paloma, o mercado, que ainda é muito dominado por homens, fez o grupo se inspirar em mulheres que atuam como empreendedoras no ramo automotivo para criar um aplicativo que conectasse esses dois públicos.

“A gente enxergou a oportunidade de fazer diferença para a sociedade. O desafio de criar esse app é muito grande e, por isso, ainda não existe algo parecido. Mas, a gente entende que empreender também tem a ver com sonhar. Então, o Automotiva é quase como um manifesto do que a gente quer para o futuro: menos desigualdade na sociedade e mais visibilidade para as necessidades das mulheres, para que elas trabalhem não somente como mecânicas, mas em qualquer profissão”, afirmou a estudante.

[O app que conecta o público feminino com mecânicas mulheres de todo Brasil Crédito: Divulgação

Dentro do aplicativo, além da busca por serviços mecânicos, foi desenvolvido o “Ajudinha Técnica”: um espaço com uma central de diagnóstico, que tem o objetivo de trazer conteúdos práticos e teóricos para formar novas entendedoras de mecânica. No recurso são encontrados, por exemplo, aviso de troca de óleo e o que são os códigos que aparecem nos painéis, além de informações sobre peças e ferramentas.

[O app que conecta o público feminino com mecânicas mulheres de todo Brasil Crédito: Divulgação

De acordo com Paloma, a formação do grupo por estudantes de humanas e exatas trouxe diversas discussões que resultaram na construção do trabalho. “Todos estavam muito motivados a criar algo relevante e inspirador, cada um com sua bagagem de conhecimento. A riqueza das cadeiras interdisciplinares é essa: uma união de conhecimentos e práticas distintas que se integram por um propósito amplo”, finalizou.