Oficinas e competição de robótica na Mostratec

PÂMELA OLIVEIRA
27 de Outubro de 2016 - 17:29 | Atualizado: 04 de Janeiro de 2017 - 13:44

Até sexta-feira, 28 de outubro, a Unisinos segue com atividades variadas na feira de ciência e tecnologia Mostratec, que ocorre na Fenac, em Novo Hamburgo. Nesta edição, a Universidade conta com dois espaços: o estande e a área para competição de robótica.

[jovens jogando no tablet

No estande, os participantes da feira podem conferir projetos de estudantes da Instituição, como games que foram criados em sala de aula e aprimorados pelo estúdio de jogos digitais da Unisinos, o Atomic Rocket. “A ideia é trazer um pouco do que é feito na Unisinos e mostrar que se pode seguir carreira desenvolvendo jogos”, comenta o graduando Luiz Wendt.

[jovem com óculos 360 graus

Nesse mesmo espaço, também é possível explorar um afloramento (uma superfície rochosa) da Bahia com um óculos de realidade virtual. Lara Riger, estudante da E.M.E.F. Senador Salgado Filho, fez a experiência e conta como foi: “Era como se eu estivesse lá e parecia que eu ia cair. Senti medo no começo, mas depois me diverti”.

[jovens cheirando amostra

Outra atividade é a de cheiro das cores: em cima da mesa, estão pedaços de papel pintados com tintas feitas de casca de laranja e resíduos de isopor, às quais foram adicionadas microcápsulas com aromas específicos. O desafio dos participantes é descobrir esses aromas pelo olfato.

Já quem prefere números vai se divertir tentando adivinhar quantos quilos uma ponte de palitos de bambu é capaz de suportar. Para quem passa pelo estande, o palpite geral fica em torno de 20kg, quando, na verdade, a resposta certa vai bem além disso. Saiba mais aqui.

O espaço também conta com projetos e equipamentos da Engenharia Mecânica, como um aparelho de fisioterapia usado para extensão e flexão de joelho, e da Engenharia de Alimentos, que mostra parte do processo de produção da cerveja – incluindo a observação de leveduras no microscópio. Há, além disso, trabalhos de aula dos cursos de informática e automação, que envolvem realidade aumentada e sensores.

A Unisinos também é responsável pelo espaço de robótica na Mostratec, uma área onde estão dispostas várias arenas menores. Nesses espaços, alunos que participaram da Olimpíada Brasileira de Robótica se encontram, novamente, para treinarem novas estratégias e trocarem ideias. “O mais interessante disso tudo é o intercâmbio de conhecimentos que essa oportunidade proporciona”, afirma Vanderlei Kriesang, professor do Instituto de Educação Ivoti. “Estamos lidando com uma multiplicidade de tecnologias e temos a chance de ampliar o que sabemos e enriquecer nossos projetos.”

O professor João Olegário, um dos coordenadores da Graduação em Engenharia Elétrica da Unisinos, nota um engajamento significativo por parte dos alunos e percebe que atividades assim tendem a aumentar o gosto dos jovens pelas ciências exatas. A estudante Lauren da Silva, da E.E.E.M. Guimarães Rosa, concorda: “Sempre achei interessante a tecnologia. Quando uma professora de ciências me convidou para participar da robótica, fui e gostei bastante. Agora, isso é algo que pretendo levar para frente”.