Moda em foco

Evento promove o compartilhamento de conhecimentos e aborda as interrelações do campo Moda

MICHELLI MACHADO

Um espaço para pensar, debater e trocar experiências no campo da Moda. Assim é o 15º Colóquio de Moda, que está em 12ª edição internacional. O evento, que está acontecendo no Campus Porto Alegre, congrega o 14º Fórum das Escolas de Moda Dorotéia Baduy Pires e o 6º Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Design e Moda, e reuniu cerca de mil inscritos em suas oficinas e palestras. As atividades iniciaram no domingo, 1/9, com a abertura oficial, e seguem até quarta-feira, 4/9.

[Novo Café Crédito: Rodrigo W. Blum

Feira Encontramoda

Durante o colóquio foi realizada a Feira Encontramoda, que contou com a participação de 56 expositores que trouxeram, para apreciação dos visitantes do Espaço Unisinos, produtos de moda como representações de marca, moda autoral, arte e artesanato voltados à moda, artigos de brechós e acessórios em geral. A feira, que contagiou o Campus Porto Alegre com suas cores e estilos, foi criada especialmente para integrar as atividades do colóquio. Três marcas foram responsáveis por organizar essa iniciativa: Feira Mar - Moda Arte e Revolução, Brique Desapegos e Banco de Tecidos.

[Novo Café Crédito: Rodrigo W. Blum

"Nosso objetivo foi aproveitar o colóquio para apresentar as marcas ao público e unir marcas do Brasil para mostrar, organizar e unir a diversidade da moda brasileira", destacou uma das organizadoras da Encontramoda e integrante do Brique Desapegos, Natália Guasso. 

[Novo Café Crédito: Rodrigo W. Blum

Entre os expositores, haviam senegaleses, paraibanos, paulistas e grupos de Porto Alegre e região metropolitana. Antonieta Karoly que trabalha no Banco de Tecidos, falou da importância do reaproveitamento e de dar o destino certo aos tecidos que sobram em nossa casa. "Você traz o seu tecido, a gente pesa e dá 70% do valor em crédito para retirar novas peças", explica.

[Novo Café Crédito: Rodrigo W. Blum

A preocupação com sustentabilidade era vista em cada estande. A Santo Porto, por exemplo, usou copos reutilizáveis como embalagem para suas camisetas, uma forma criativa de diminuir resíduos e dar mais um presente para quem consome o produto. A Santa Sil, entregava cartões que, após rasgados e umedecidos, podem ser plantados e viram um pé de rúcula, outra ideia criativa e sustentável.

Ilustração e estamparia

Entre as oficinas oferecidas no evento, estava Ilustração para estamparia, exercícios para despertar, ministrada pela egressa do curso de Moda da Unisinos e designer de estamparia da Youcom, Ana Carolina Betiati. O trabalho realizado na oficina teve como foco o processo criativo, com o objetivo de ampliar o que é ensinado no curso.

[Novo Café Crédito: Rodrigo W. Blum

"São momentos para aprofundar os desenhos e técnicas de estamparia que misturam elementos e processos em busca de uma linguagem autoral", afirmou. A ministrante mostrou tecidos com estampas que partiram de suas criações, de seus desenhos, alguns feitos à mão, outros com o uso de programas de computador. Ao longo do evento foram realizadas 13 oficinas de diferentes temática.

[Novo Café Crédito: Rodrigo W. Blum

A produção de alunos e egressos teve destaque durante o evento com uma Exposição de Moda Unisinos em uma sala de aula onde trabalhos desenvolvidos durante o curso ficaram à mostra. O espaço apresentou trabalhos com foco na moda sustentável, com coleção de acessórios e modelagem inclusiva, entre outros. aula que mistura diversão e culinária é uma alegria para qualquer criança. E isso aconteceu na Associação Vida Nova, em São Leopoldo, com a turma de educação especial, que preparou um bolo salgado, junto com as estagiárias do Banco de Alimentos, Jenifer da Silva e Greice Schmitz.

[Novo Café Crédito: Rodrigo W. Blum