Era uma vez, milhões de anos atrás...

Cristine Trevisan, doutoranda em Geologia, está no Chile, onde participou de expedição paleontológica

GUSTAVO EV
04 de Maio de 2015 - 10:10 | Atualizado: 04 de Maio de 2015 - 10:17

Imagina você, em algum dia, dizendo que fez parte de uma grande descoberta mundial. Imagina que isso seja possível através do que você mais gosta de fazer. Imagina que isso faça parte dos teus estudos e que eles te levam a lugares incríveis. Imagina que isso seja agora ou, e ao mesmo tempo, há milhões de anos atrás. Imaginou? Pois saiba que isso já é uma realidade para Cristine Trevisan. A doutoranda de Geologia da Unisinos chegou ao Chile no dia 06 de fevereiro e já participou da preparação e da organização para a Expedição Cerro Guido, na Patagônia.

[Aluna foi ao Chile realizar sua pesquisa

Foram 20 dias que Cristine ficou acampada no Complexo Cerro Guido e Las Chinas. A função, da única representante da Unisinos lá – e também do Brasil –, era de paleobotânica, ou seja, ela ficava responsável pelos achados de fósseis de plantas, incluindo coletar, guardar e classificar o material para posteriores estudos em laboratório. “Antes de viajar estava um pouco ansiosa, pois não sabia como seria a expedição e nunca tinha permanecido tanto tempo em um acampamento, num lugar onde é muito frio, tem muito vento e se sobe diariamente montanhas bastante íngremes, pois os fósseis estão localizados nos topos destas montanhas”, comenta a geóloga.

Uma nova expedição já está marcada. Ela acontece na segunda quinzena do mês de janeiro, do próximo ano – um pouco antes do término da bolsa de estudos de Cristine, que tem vigência até o dia 31 de janeiro –, e a doutoranda pretende participar. “Se for preciso ficar mais tempo, creio que ficarei mais pelo menos seis meses”, conta.