Unisinos Conecta: oportunidade para experimentar a vida universitária

Evento tem atividades gratuitas no campus São Leopoldo nesta quarta-feira, 25/9

VANESSA IORIS - FUNPET E MATHEUS N. VARGAS

Nesta quarta-feira, 25 de setembro, a Unisinos recebe estudantes de Ensino Médio e demais interessados em cursar uma graduação para experimentarem um dia na vida universitária. O Evento Unisinos Conecta é uma oportunidade para que os alunos conheçam o Campus São Leopoldo, interajam e tirem dúvidas sobre cursos. Na programação, mais de 200 oficinas práticas e gratuitas, intercaladas durante todo o dia.

[Conecta Unisinos São Leopoldo Crédito: Rodrigo W. Blum

As atividades acontecem por todo o campus, sobretudo na Arena (Centro Comunitário). O evento também conta com orientação profissional, troca de ideias com coordenadores e veteranos dos cursos de graduação. Nesta edição, um espaço foi pensando para mostrar na prática como funcionam as modalidades de ensino: EAD e Híbrido.

[Conecta Unisinos São Leopoldo Crédito: Rodrigo W. Blum

Logo na entrada da Arena, os alunos do Ensino Médio encontram totens, nos quais puderam navegar por podcasts, vídeos e até mesmo games. “Eu assisti a alguns vídeos e achei bastante interessante o que a Unisinos tem a oferecer e fiquei bastante encantada", conta Maria Mariana Kruchinski, de 18 anos, da Escola Nossa Senhora da Fátima.

E tem mais, o Conecta contará com os espaços LAB, que informa sobre a plataforma de personalização do percurso formativo dos graduandos da Universidade; e Graduação Pro, onde será possível tirar todas as dúvidas sobre o conceito “Reprograme o curso da sua vida” que permite que o estudante escolha sua trajetória acadêmica de acordo com seu propósito de vida e com os desafios que o futuro apresentará.

No evento, é possível tirar dúvidas sobre vestibular, transporte, conveniências, financiamento, entre outros assuntos. Ficou interessado? Outras informações em unisinos.br/conecta.

[Conecta Unisinos São Leopoldo Crédito: Rodrigo W. Blum

Sobre o Programa Unisinos Conecta

O Unisinos Conecta é um programa de relacionamento com as escolas de Ensino Médio da região e seus alunos. A iniciativa promove atividades durante todo o ano para que os estudantes vivam a Universidade e tenham experiências profissionais antes mesmo de fazer o vestibular. O Evento Unisinos Conecta acontece duas vezes ao ano, uma em São Leopoldo e outra em Porto Alegre.

Conheça um pouco das oficinas do Conecta

Conceitos e Aplicações de Argamassas e Concretos

Tentando definir e explicar as diferenças de concretos e argamassa, alunos tiveram a experiência de conversar e tirar dúvidas com veteranos do curso de Engenharia Civil. Vários materiais foram expostos na bancada e os estudantes, além de ouvir as explicações, puderam tocá-los.

Crédito: Rodrigo W. Blum

“Ainda não sei qual curso vou fazer, mas a Engenharia Civil é importante para qualquer construção e, os veteranos do curso conseguiram explicar muito e bem e tiraram todas as minhas dúvidas sobre as diferenças entre os materiais”, afirma Victor Eduardo Reinheimer, de 18 anos, do La Salle.

Conhecendo a Psicologia

Os estudantes do Ensino Médio participaram de um jogo de verdadeiro ou falso sobre a psicologia. A partir das questões fornecidas, tiravam dúvidas com os veteranos do curso.

“Tenho interesse no curso de Psicologia desde os meus 12 anos e as veteranas conseguiram tirar todas as minhas dúvidas. Essa experiência, de participar do Conecta, é muito legal, pois quem não tem ideia de o que cursar conhece várias oportunidades e quem já sabe o que quer para o futuro sai com uma pulga atrás da orelha, pois conhece outros cursos muito legais”, explica Nicoly dos Santos, 17 anos, do Escola Cristo Rei.

Simulação de Enfermagem

Além da presença de veteranos do curso de Enfermagem para tirar suas dúvidas, os estudantes tiveram acesso a um boneco que simulava um atendimento a uma vítima de um grave acidente e um braço fictício para encenar uma transfusão de sangue.

Crédito: Rodrigo W. Blum

“Eu achei legal, pois está bem próximo da realidade da Enfermagem, a gente consegue vivenciar a profissão e ver como realmente é. Estar participando do Conecta nos dá uma ideia de como é o dia a dia de uma Universidade”, conta Raissa de Medeiros, 17 anos, Escola Borges de Medeiros.

Insolação na Arquitetura

Os alunos confeccionaram um relógio que traça a trajetória do sol em uma folha de ofício. Após finalizado, uma professora dava uma explicação de como o relógio funciona.

Crédito: Rodrigo W. Blum

“É bem importante termos essa prática com a explanação de profissionais e já termos uma noção se temos habilidade. Falar com profissionais e conhecer diversas áreas é muito importante para nós, que estamos saindo do Ensino Médio”, declara Marcela Horn, de 17 anos, do Instituto de Educação Cenecista General Canabarro.

Você sabia? O Direito desafia você

Em um jogo de tabuleiro, os estudantes tiveram seus conhecimentos jurídicos testados. As casas eram marcadas por cores, e cada cor representava uma área de atuação, que era necessário responder uma questão relacionada à área.

Crédito: Rodrigo W. Blum

“Quero muito cursar Direito, sempre quis. É muito importante para mim estar aqui, em meu último ano da escola, conhecendo a Universidade e conhecendo melhor o curso que desejo fazer”, revela Larissa Mendes, de 18 anos, do Cristo Rei.

Quem quer ser um milionário?

Tabuleiro, mesa de negociação e muita estratégia. Com o auxílio do jogo “Fortuna”, os participantes desta oficina puderam testar suas habilidades como empresários e investidores e entrar em contato direto com conceitos trabalhados em cursos de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas. Eles simularam situações reais de mercado e quais os caminhos para chegar nas melhores decisões.

[Conecta Unisinos São Leopoldo Crédito: Rodrigo W. Blum

Para o aluno João Vitor Arruda Foerster, do Instituto Estadual Coronel Genuíno Sampaio, de Sapiranga, a atividade mostrou que no mundo dos negócios é preciso ser ousado, mas é necessário também ter cautela e paciência. “O jogo te dá boas noções de como investir para depois lucrar, de como tu gasta para depois poder receber e, assim, alcançar resultados no futuro”, afirmou o estudante, que pretende ser um administrador de empresas.

Produzindo um Sensor Termocrômico com a Engenharia Química

Produzir e testar uma tinta termocrômica foi o desafio lançado para os participantes desta oficina voltada para a área de Engenharia Química. Esse recurso é aplicado em circuitos elétricos e em reatores químicos industriais para indicar a necessidade de troca ou manutenção. Primeiro, eles formularam a tinta em pequenas proporções dos reagentes e utilizaram o produto para pintar uma base de vidro. Depois, fizeram testes aquecendo e esfriando a base pintada. A tinta termosensível alterava a cor de acordo com a temperatura, tornando-se transparente para que fosse possível enxergar a imagem da base ou simplesmente para sinalizar uma alteração visual.

[Conecta Unisinos São Leopoldo Crédito: Rodrigo W. Blum

A partir da experiência, os alunos puderam discutir sobre as propriedades químicas da tinta e suas aplicações. Ao final, levaram para casa o produto desenvolvido. Entre eles, estava Augusto dos Santos Rodrigues, da Escola Estadual de Ensino Médio Cristo Rei, de São Leopoldo. Para o estudante, a experiência despertou ainda mais seu interesse pela área. “Eu fui muito bem recebido na oficina. Todo o processo foi conduzido e explicado de uma maneira eficiente e esclarecedora. Eu fiquei bastante entusiasmado com a possibilidade de seguir no curso de Engenharia Química”, enfatizou.

Jogo do Barco

Vivenciar na prática conceitos fundamentais de produtividade, qualidade e finanças, que são trabalhados em cursos de Engenharia de Produção e Gestão da Produção Industrial. Esse foi o objetivo do jogo que simulou o processo produtivo de uma fábrica de barcos de papel. Tudo isso de maneira muito simples e com baixo custo. Com apenas folhas em branco, os participantes trabalharam para encontrar maneiras de maximizar a produção e minimizar os gastos.

[Conecta Unisinos São Leopoldo Crédito: Rodrigo W. Blum

Divididos em diferentes funções, que foram de operador de produção até gerente, os alunos puderam ampliar a visão sistêmica de um sistema produtivo. “Nós fomos inseridos no contexto, cada um tinha sua atividade e precisávamos fazer tudo no tempo determinado, como em uma fábrica no seu processo produtivo. Atender a demanda no tempo estipulado pelo cliente foi o maior desafio”, contou Ana Laura Filippsen, estudante do Colégio Santa Terezinha, de Campo Bom.

Veículos com pernas: uso e análise de desempenho

Você já ouviu falar no Patspider? Trata-se de um patinete, que opera com o princípio do mecanismo de pernas criado pelo físico holandês Theo Jansen. Ele foi construído pelos alunos do curso de Engenharia Mecânica da Unisinos e os participantes desta oficina entraram em contato direto com o veículo. Além de conhecerem e utilizarem o Patspider, puderam compreender as etapas do projeto do protótipo.

[Conecta Unisinos São Leopoldo Crédito: Rodrigo W. Blum

A possibilidade de testar o Patspider e analisar o seu desempenho chamou a atenção da aluna Ellen Vitoria Maurer, do Instituto de Educação Cenecista, de Teutônia. “Poder experimentar algo que os alunos da Unisinos elaboraram a partir de conceitos teóricos e conseguiram desenvolver na prática é algo bem interessante. A experiência foi muito divertida e completamente diferente para mim”, declarou.

Composição corporal e educação alimentar

Participar de uma avaliação da composição corporal e de uma dinâmica voltada para a educação alimentar. Essa foi a experiência oferecida nesta oficina voltada para o curso de Nutrição. Por meio de uma balança de bioimpedância, os estudantes puderam descobrir o seu próprio percentual de gordura, massa muscular e massa óssea. Também participaram do jogo “Nutrição Fora da Caixa”, que tem como objetivo estimular novos hábitos alimentares, e trocaram ideias sobre a profissão e o mercado de trabalho.

[Conecta Unisinos São Leopoldo Crédito: Rodrigo W. Blum

Há cerca de dois anos, Ester Pires Fassini, aluna da Escola Estadual de Ensino Médio Mathias Schutz, de Ivoti, começou a pensar na área de Nutrição como uma possibilidade para o futuro profissional. Com a experiência de hoje no Unisinos Conecta, teve a certeza de que esse é mesmo o caminho a seguir. “Eu gosto bastante da parte de comportamento alimentar, de como a pessoa lida com a comida e a oficina me trouxe vários pontos sobre esse assunto. Estou bastante animada com as possibilidades de atuação no futuro”, comentou.

Confira mais fotos do evento:

Unisinos Conecta São Leopoldo 2019

Unisinos Conecta São Leopoldo 2019