Uma conversa sobre a Unisinos

Pe. Marcelo e Pe. Sérgio se reuniram em um dos momentos que marcam a transição construída de forma positiva

RHAVINE FALCÃO

Na última quinta-feira, 19/8, o reitor, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino e o reitor que assumirá na próxima gestão, Pe. Sérgio Eduardo Mariucci, dentro do processo de transição, estiveram reunidos para mais uma conversa sobre a Unisinos. Pe. Marcelo fez um balanço sobre esse tempo à frente da alta administração, sendo vice-reitor (2002-2005) e cumprindo quatro mandatos como reitor (desde 2006). Ele falou sobre os desafios e avanços da instituição, destacando a ampliação no número de Programas de Pós-Graduação, parcerias internacionais, em especial com instituições coreanas que geraram negócios na área dos semicondutores, e movimentos relacionados à transformação digital. Ações que colocaram a Universidade no âmbito internacional, com relevância no cenário da educação e da pesquisa.

Crédito: Rhavine Falcão

Pe. Marcelo acredita que as universidades, como qualquer outra organização, passam por ciclos e se diz em paz com o trabalho realizado na condução da Unisinos. “Nesses 23 anos que estou aqui, fui um homem feliz, construí boas amizades, creio que cuidei também das pessoas, as pessoas cuidaram de mim. Isso resulta em uma atmosfera de humanidade não só no papel, mas de humanidade na vida concreta”, afirma.

Pe. Sérgio ainda terá pela frente em sua gestão o desafio da Covid-19. No início da pandemia, a Unisinos migrou as aulas presenciais para o ambiente remoto. Os movimentos necessários impulsionaram a evolução tecnológica na educação. Ele ressalta a importância de uma entrega de qualidade num modelo que vem emergindo, um modelo simultâneo que trouxe aprendizados para a Universidade. “É saber aprender e tirar lições deste tempo de crise”, destaca.

O futuro reitor também abordou a relação da Unisinos com a região do Vale do Sinos e se comprometeu com a continuidade desse desenvolvimento regional, preparando profissionais qualificados para o mercado, para a sociedade e para a vida. Ele avalia como positivo para o trabalho a ser realizado, a capacidade da instituição de se adaptar aos cenários que se apresentam. “Sempre conseguir ler os sinais dos tempos, ler as tendências e conseguir perceber qual é o seu lugar, qual é a sua contribuição, no que podemos atuar em parceria, quais são as parcerias para aprimorar a pesquisa e para consolidar que a Universidade seja esse espaço de oportunidades também para os jovens que nos procuram. Isso sempre será uma tarefa”, pontua.

Durante o encontro, a composição da reitoria para a gestão 2022-2025 foi comunicada.

  • Pró-reitor Acadêmico e de Relações Internacionais, Guilherme Trez;
  • Pró-reitor de Administração, Luiz Felipe Jostmeier Vallandro;
  • Chefe de Gabinete, Carlos Alberto de Oliveira Cruz.

Pe. Marcelo desejou aos indicados, que integrarão a reitoria juntamente com o Pe. Sérgio e o professor Artur Eugênio Jacobus (vice-reitor), pleno êxito em suas funções. Pe. Pedro Gilberto Gomes e Alsones Balestrin deixarão os cargos de vice-reitor e de pró-reitor Acadêmico e de Relações Internacionais, respectivamente, e seguirão atuando nos Programas de Pós-Graduação. “Expresso meu profundo agradecimento e reconhecimento pela dedicação e pelo trabalho realizado ao longo do cumprimento de sua missão e em outras funções de gestão que desempenharam”, enfatiza Pe. Marcelo.

A nova gestão da Unisinos assumirá em janeiro de 2022.