Professora da Unisinos recebe prêmio de Arquiteta e Urbanista do Ano

Atuação em patrimônio histórico de Porto Alegre homenageada no Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano 2018

COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E JARDINE AGÊNCIA DE COMUNICAÇÃO

A entrega do Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano 2018, promovida pelo Sindicato dos Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs), foi marcada por muita emoção e referência ao trabalho de profissionais que se destacaram pela qualificação das cidades gaúchas. Realizada na noite de sexta-feira, 14/12, a cerimônia de entrega teve como palco o Memorial Luiz Carlos Prestes, em Porto Alegre, única obra de Oscar Niemeyer na Capital. Um dos pontos altos da noite, que também marcou a comemoração do Dia do Arquiteto e Urbanista, festejado no sábado, 15/12, teve homenagem especial à arquiteta e urbanista Briane Bicca. A profissional, que ganhou destaque nacional e internacional em conservação e recuperação do patrimônio histórico da Capital gaúcha, foi laureada com homenagem póstuma. O troféu foi recebido por seu esposo, o também arquiteto e urbanista Paulo Bicca. “Estar aqui é uma contradição entre a dor e a alegria. Um beijo e um abraço forte a todos e um agradecimento especial ao Saergs. É o que ela diria”, disse Bicca emocionado. Briane faleceu em junho deste ano.

[Aliança para inovação Porto Alegre Crédito: Fernanda Cardoso

A diretora presidente do Saergs, Maria Teresa Peres de Souza, ressaltou a importância do legado de Briane Bicca, que trabalhou no projeto Monumenta pela preservação de prédios e espaços públicos no Centro Histórico de Porto Alegre. A presidente do Saergs salientou que preservar patrimônio é uma forma de manter a história viva. “Temos a possibilidade de trazer para as novas gerações tudo o que foi importante para as anteriores”, comentou. Maria Teresa ainda mencionou a importância da premiação concedida a jovens arquitetos e para aqueles que se dedicam à atuação em assistência técnica. “Estamos aqui para destacar a Arquitetura para todos e não só para uma elite”, finalizou.

Premiada como Arquiteta e Urbanista do Ano na categoria Setor Público, a professora da Graduação e do Mestrado Profissional da Unisinos, Ana Lúcia Goelzer Meira emocionou a todos ao receber a homenagem. “Quero agradecer à minha família, que representa a importância de se trabalhar para as pessoas e a necessidade de valorizar essa diversidade cultural incrível que temos em nosso país”, pontuou.

Ana Lúcia também é professora do curso de Relações Internacionais e foi responsável pelos tombamentos, em nível nacional, dos centros históricos de Antônio Prado, Santa Tereza e Jaguarão e, além disso, trabalhou para a valorização do patrimônio cultural dos M'Byá Guarani e dos negros no Rio Grande do Sul.

Agraciada na categoria Setor Privado ao lado de seu sócio Cristiano Kunze, Nathália Fagundes lembrou que, embora atuar em projetos de iniciativa privada seja diferente de obras públicas, estes também tornam possível o trabalho dos profissionais dentro dos ideais que acreditam. Cristiano agradeceu a todos que participaram da história do escritório Cantergiani + Kunze Arquitetos.

Cassio Orlandi Sauer e Elisa Toschi Martins, da sauermartins Arquitetos, receberam a láurea na categoria Jovem Arquiteto. Com dez anos de formação, a dupla lembrou dos tempos de faculdade, dos colegas de curso e afirmou que ainda está aprendendo a fazer Arquitetura. “Quero agradecer a quem acreditou nessa aventura de fazer Arquitetura”, brincou Elisa. Na categoria Especial – Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (ATHIS), a premiada foi a arquiteta e urbanista Sabrina Cerqueira, que destacou as dificuldades enfrentadas pelos profissionais na missão de levar Arquitetura e Urbanismo aos que mais necessitam. “ Às vezes, os lugares são distantes e há muita dificuldade para neles chegar. Mas quando a gente ajuda um indivíduo a ter uma moradia digna, a gente se sente efetivamente um cidadão”, finalizou.

A noite de homenagens, que contou com o patrocínio do CAU/RS, também marcou os 45 anos do Saergs. Os premiados receberam o troféu junto com o livro Sindicato dos Arquitetos do Estado do Rio Grande do Sul (Saergs) – Memórias de quatro décadas, que conta a trajetória do sindicato.