Empresários se unem para potencializar a economia do Estado

Projeto +praTI visa atrair e qualificar talentos para a área de Tecnologia da Informação e criar um ambiente favorável para o desenvolvimento econômico e social

CAMILA DILÉLIO - COMUNICA MAIS ASSESSORIA ESTRATÉGICA

Determinados a contribuir com a transformação digital e social do Rio Grande do Sul, empresários do setor de Tecnologia da Informação do Estado lançam no dia 1º de setembro, o +praTI. A iniciativa cívica, cujo nome faz alusão ao setor que mais cresce e gera empregos no mundo e também à forma como os gaúchos falam, foi desenhado a muitas mãos e nasce da convicção dos empresários sobre a urgência de tornar a tecnologia e a inovação protagonistas da economia regional. Para isso, atuarão como articuladores da sociedade na sensibilização e na qualificação de profissionais, visando atrair e reter talentos para o RS.

“As maiores empresas do mundo hoje são de capital intelectual. São organizações que trabalham com tecnologia e conhecimento, que é a fórmula da nova economia. Essa realidade está posta e entendemos que é nosso dever enquanto empresários atuar como articuladores da sociedade nessa transformação, sensibilizando, capacitando e atraindo talentos. Se tivermos pessoas habilitadas para trabalhar com TI no RS, vamos criar muitas boas empresas e gerar mais riqueza”, comenta Alexandre Trevisan, CEO da uMov.me e um dos fundadores do movimento +praTI junto com outros 25 empresários gaúchos.

Cesar Leite, CEO da Processor, observa que pessoas talentosas, ou capital intelectual como o mercado denomina, são os ingredientes mais importantes para o desenvolvimento de empresas modernas com alto potencial de geração de valor para a sociedade. “Precisamos criar esse ambiente favorável para o desenvolvimento do Estado e é isso que vamos fazer, capacitando e mostrando para as pessoas as oportunidades que existem na área e as chances de crescimento profissional diante delas, que dependem apenas do seu conhecimento”, observa.

Além disso, o grupo atuará como articulador em diferentes setores, como educação, saúde, cultura, fazendo a conexão entre essas áreas e a tecnologia. “Entendemos que todos precisam atuar com foco na nova economia”, pondera Leite.

A iniciativa oferece de forma online e gratuita mentorias, qualificação técnica, oportunidades de emprego e conta com o apoio do Pacto Alegre, da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do RS, de parceiros educacionais e de formação, como o CIEE-RS, URI e Fundação Bradesco, de conscientização e divulgação, como a ASSESPRO, e de centenas de atores dispostos a incluir tecnologia no dia a dia das pessoas, nas conversas entre amigos, nos grupos de WhatsApp e torná-la mais atrativa.

Crédito: Divulgação

RS tem mais de 5 mil vagas de TI abertas

Um dado que chama atenção dos empresários e que também motivou o setor a unir esforços para disseminar a importância da tecnologia para o desenvolvimento social e econômico é o número de vagas abertas em empresas da área. Mesmo com as ofertas de remuneração muito acima da média do mercado, essas empresas não conseguem suprir a totalidade das suas demandas por profissionais habilitados em tecnologia. “Hoje, temos um estudante de Tecnologia para cada 11 estudantes de Administração e de Direito. Com o +praTI, queremos mostrar que existe um universo de oportunidades diante de todos nós e que é preciso apenas de qualificação para transformar a realidade de uma família, de um jovem, de uma cidade”, afirma o advogado e conselheiro do Instituto Millenium, Sebastião Ventura. Segundo ele, esta transformação já está acontecendo e a formação do primeiro grupo de 50 jovens iniciou em agosto com o apoio do CIEE-RS.

James Bajczuk, VP da CWI Software, acrescenta que todos estão convidados a fazer parte desse coral de vozes em prol do desenvolvimento social e econômico do Estado. “A tecnologia precisa estar na pauta, ser prevalente na nossa matriz econômica, como ocorre nos países desenvolvidos. A pandemia está nos mostrando que isso não tem volta. O mundo mudou e, mais do que nunca, precisamos estar preparados para atuar nas profissões e empresas do futuro. Nós temos oportunidades para oferecer e a +praTI viabiliza essa qualificação gratuitamente às pessoas, sejam elas jovens que estão entrando no mercado de trabalho ou profissionais que estão fazendo conversão. Podemos juntos crescer e sermos os protagonistas da sociedade que desejamos”, completa Bajczuk.

Para saber mais sobre a iniciativa, acesse www.maisprati.com.br.