Conscientização e cuidado com o meio ambiente

Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Unisinos é referência em responsabilidade ambiental e modelo pioneiro em qualidade

RENATA CARDOSO

Consciência ambiental é também uma forma de responsabilidade social e uma base fundamental do Sistema de Gestão Ambiental (SGA), que cuida de todas as normas, procedimentos e legislação referentes ao meio ambiente dentro da Unisinos. Entre os serviços prestados pelo SGA, está o cuidado com a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Desde 1986, o espaço vem sendo referência em qualidade. Apesar de ter capacidade para tratar até 600 m³ de esgotos domésticos por dia, atualmente recebe cerca de 300 m³ deste efluente, que passam pela estação e voltam ao meio ambiente de forma mais limpa.

Crédito: Brayan Martins

Uma das iniciativas de conscientização do SGA é levar os estudantes até a estação. Graduada em Engenharia Ambiental e mestranda em Engenharia Civil, Graziela Schmitt, aponta que a aproximação com a ETE dá mais que noção de dimensionamento, faz pensar sobre a importância dos efluentes e como oferecer mais qualidade de vida às pessoas por meio do cuidado ambiental. Seu trabalho no mestrado será desenvolvido, em parte, na ETE. A estação é uma referência para a estudante pensar melhorias nas rotinas de saneamento e saúde.

Ver a teoria e a prática em diálogo é o que mais encanta a aluna. “Observar o sistema funcionando nos faz olhar a saúde pública e o quanto o saneamento básico pode mudar o Brasil”, ressalta Graziela. As aulas na ETE são apenas o começo de um novo tipo de responsabilidade ambiental. As entregas que o Sistema de Gestão Ambiental faz à sociedade não se limitam aos adubos produzidos para hortas comunitárias ou à água mais limpa que retorna ao arroio São João. Elas fluem através de pesquisas e, principalmente, da multiplicação de saberes que saem da Unisinos, promovendo um tipo de consciência que apenas o contato com a realidade e proximidade com a natureza podem proporcionar.

“Na aula se constrói uma visão maior do meio ambiente. Na graduação, esse tipo de conteúdo é fundamental para que se pensem novos modelos de preservação”, aponta Marcelo Oliveira Caetano, professor dos cursos de Engenharia Ambiental e Civil. Diversas disciplinas desses cursos, bem como da pósgraduação em Engenharia Civil e da Especialização em Saneamento, visitam a estação.

A funcionária do SGA da Unisinos, Susana Brand, é uma das responsáveis por cuidar do funcionamento do Sistema de Gestão Ambiental. “Além da gestão, fazemos ciclos de palestras para conscientizar acerca da responsabilidade com o meio ambiente, promovemos a participação dos estudantes, capacitamos profissionais e buscamos qualidade nas práticas da universidade”, ressalta.

Sobre a ETE

Situada no ponto mais baixo da Universidade, no Campus São Leopoldo, a ETE possui um sistema inovador de oxidação e desinfecção. Ao contrário das grandes cidades, que utilizam o cloro como químico principal para limpeza, na Unisinos é usado o ozônio, que faz um tratamento mais complexo e eficaz, propondo maior desinfecção dos resíduos.

Destacando-se no tratamento de esgoto, a Instituição foi a primeira universidade a ter uma licença ambiental e, também a primeira latinoamericana, a possuir a certificação ISO 14001. A partir desse licenciamento, é possível ter uma sistemática mais adequada para auxiliar os processos de gestão e gerenciamento do campus, bem como levantar os possíveis riscos ambientais, através de processos de auditorias, avaliação e reaproveitamento dos recursos.