A inovação começa na sala de aula

Professores da Unisinos trocaram experiências para transformar o ambiente de estudo

JULIANA BORGMANN

Na manhã dessa quinta-feira, 1/8, no Anfiteatro Pe. Werner, aconteceu o evento “Experiências de trans/formam” que reuniu o corpo docente da Unisinos. Organizado semestralmente pelo setor da Formação Docente, o Colegiado Unisinos começou no dia 31/7, durante a celebração dos 50 anos da Unisinos.

[Formação Docente 2019 Crédito: Juliana Borgmann

O objetivo é o compartilhamento de práticas e vivências pedagógicas entre os professores e tutores da Universidade. O evento contou com a presença dos professores Gerson Fauth, Maura Corcini Lopes, e da professora Laura Dalla Zen, que dividiram seus projetos e pesquisas com os colegas.

Ainda emocionado com o cinquentenário de autorização da Unisinos como universidade, o pró-reitor Acadêmico e de Relações Internacionais, Alsones Balestrin, abriu o evento falando sobre o Núcleo de Inovação, Avaliação e Formação - NIAF, que tem como objetivo avaliar constantemente as atividades na formação dos alunos e professores. “É preciso pensar nas pessoas e em sua formação, chegando cada vez mais perto da excelência acadêmica”, concluiu.

[Formação Docente 2019 Crédito: Juliana Borgmann

O reitor, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino também relembrou a festa dos 50 anos, realizada no dia anterior e ressaltou a presença de membros dos projetos sociais da Unisinos. Ele finalizou convocando os professores ao estudo. “Precisamos subir a régua da excelência acadêmica para tornar a Unisinos uma universidade global de pesquisa”.

[Formação Docente 2019 Crédito: Juliana Borgmann

O professor Gerson Fauth, coordenador do itt Fóssil, dividiu sua experiência a bordo do navio de pesquisa Joides Resolution. Durante dois meses, o navio percorreu o sul das Malvinas e a costa da Antártica para coletar amostras do solo oceânico. A tripulação do navio foi composta por diversos cientistas e pesquisadores. O professor foi o único brasileiro a participar.

[Formação Docente 2019 Crédito: Juliana Borgmann

Gerson apresentou vários dados sobre o impacto das mudanças climáticas no meio ambiente. Por fim, falou sobre sua próxima expedição que será em 2020 e será realizada na costa brasileira.

A professora Maura Corcini Lopes, decana da Escola de Humanidades falou sobre o Tarin, o Programa de Atenção Humanitária a Migrantes e Refugiados. O projeto criado com a professora Isamara Allegretti, visa desenvolver o acolhimento humanitário buscando formas de inclusão para os migrantes.

[Formação Docente 2019 Crédito: Juliana Borgmann

Um dos objetivos é ajudar os refugiados a revalidarem seus diplomas, já que, segundo Maura, o número de migrantes com curso superior é maior que o número de brasileiros com diploma. “Para isso, precisamos mudar a cultura, para que no futuro, possamos ter um mundo melhor e mais cosmopolita”.

A formação dos professores foi o tema da palestra da professora Laura Dalla Zen, doutora em educação. Ela falou sobre as experiências em sala de aula, destacando a complexidade inerente ao processo de ensino e aprendizagem. Para ela, é preciso que os professores estejam sempre buscando novas experiências.

[Formação Docente 2019 Crédito: Juliana Borgmann

“Quanto mais tivermos repertório e vivências, mais chances temos de estabelecer pontos de conexão com os alunos”, explicou. Para Laura, a docência de cada um é uma coleção de exemplos e experiências, mas que isso precisa ser constantemente expandido.

O evento ainda trouxe uma dinâmica com alunos. Os professores, divididos em equipes, tiveram que compor os sons da história “O Teste de Marina”.

[Formação Docente 2019 Crédito: Juliana Borgmann

As atividades vão até esta sexta-feira, 2/8 e a programação completa pode ser conferida aqui.