Workers Game Jam

Jogo desenvolvido no PPG em Comunicação tem como tema a plataformização do trabalho

MICHELLI MACHADO

O Workers Game Jam é um encontro virtual de desenvolvedores de games para incentivar a criação de jogos sobre organização de trabalhadores. “É uma iniciativa do Game Workers Unite da Inglaterra, sindicato de trabalhadores de vídeo game, em parceria com pesquisadores como Jamie Woodcock, da Open University, que tem colaborado com atividades do Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Estamos em interlocuções de pesquisa com o professor Jamie Woodcock, da Open University, estamos construindo um artigo juntos e estou prefaciando o livro dele que será lançado no Brasil chamado Marx no Fliperama”, explica o professor Rafael Grohmann, responsável pela supervisão do projeto.

Segundo Rafael, a criação do jogo tem a ver com os esforços do grupo para integrar pesquisa, internacionalização, impacto social e comunicação da ciência. Ele destaca que o jogo produzido no PPG em Comunicação tem como base as pesquisas desenvolvidas no Programa sobre trabalho em plataformas, no âmbito do grupo DigiLabour, chamada “Jornada do trabalhador de si mesmo”, sobre um motorista de aplicativo que tem que sobreviver financeiramente e, ao mesmo tempo, organizar-se coletivamente.

Crédito: Divulgação

“Neste jogo baseado em texto, você é um motorista de aplicativo e precisa fazer a gestão da própria sobrevivência procurando driblar as lógicas perversas dos algoritmos e organizando-se com outros trabalhadores. O objetivo é mostrar a importância da ação coletiva para os trabalhadores das plataformas digitais”, enfatiza o professor.

De acordo com Rafael, a pesquisa mostra que o trabalho em plataformas não tem oferecido aos profissionais as condições mínimas de trabalho e que há um movimento crescente, ao redor do mundo, por organização dos trabalhadores de plataformas digitais reivindicando seus direitos. “Esse esforço também se revela no projeto Fairwork, da Universidade de Oxford, que está acontecendo em 10 países e que a coordenação no Brasil é da Unisinos, a partir de um acordo de cooperação firmado entre o PPG de Comunicação e Universidade de Oxford”, afirma.

A equipe que participou do desenvolvimento do Workers Game Jam contou com três mestrandos, um doutorando, um egresso do doutorado e o professor Rafael. “O desenvolvimento geral do jogo ficou a cargo do mestrando Fabricio Barili com colaborações dos mestrandos Alison Rodrigues, Raiana Rodrigues, do doutorando Leonardo Mello e do egresso do doutorado Felipe Gue Martini, com a minha supervisão. Também participaram da atividade Alexandre Zago, Fabiane Barili, Joel Grigolo e Eduardo Hastenteufel”, aponta. Para jogar o game é só clicar aqui.