Engajamento marca primeiro dia do Desafio Covid-19

Maratona de programação é promovida pela Eagle Care, Tecnosinos e Unisinos

PEDRO BARBOSA - UNITEC

Cursando pós-graduação em Big Data, Data Science e Data Analytics na Unisinos, Alexandre Augusto Foppa, 30 anos, é um dos 76 voluntários do 1º HACKATHON – DESAFIO COVID-19, uma maratona de programação multidisciplinar online, aberta, colaborativa e inovadora, que busca desenvolver soluções que atendam às necessidades da saúde pública no combate ao coronavírus. Participando das equipes de Tele Consulta e Design Ui/UX, ele descreveu a correria do primeiro dia: “As equipes buscaram se engajar da melhor forma possível. No início da noite começamos a escrever o código. Queremos ajudar as pessoas a lidar com essa pandemia que está atingindo o nosso país”, destaca Foppa.

Sócio da Eagle Care, Moises Lima, explicou que, durante o quick-start, realizado pela manhã, ocorreu a apresentação e detalhamento do projeto, além das explicações sobre dinâmicas e organizações dos grupos. “Depois, formamos as equipes, que estão muito engajadas. Tenho certeza que em pouco tempo vamos poder apresentar para a sociedade uma grande resposta para o coronavírus. Vamos seguir firmes e mobilizados para atingir esse objetivo”.

Crédito: Reprodução O quick-start foi realizado no canal da Eagle Care no Youtube

A diretora do Tecnosinos, Susana Kakuta, destacou a complexidade do momento, onde união é fundamental. “Cada um dos voluntários é muito importante para o trabalho. Estamos buscando vencer o coronavírus também pela inovação, porque nada era conhecido. Essa é uma jornada única, virtual. O desenvolvimento da solução conta com professores das escolas de Saúde, Direito e Politécnica da Unisinos”.

A decana da Escola de Saúde da Unisinos, Rochele Rossi, agradeceu a presença dos voluntários e destacou que ainda há muitos desafios no combate à pandemia. “Que de alguma forma possamos minimizar esses impactos na nossa comunidade”.

O 1º HACKATHON – DESAFIO COVID-19 segue até o dia 27 de março. Tem por objetivo desenvolver novas funcionalidades para o aplicativo de consulta médica da Eagle Care. A solução vai permitir que a rede pública de saúde dos municípios, conte com soluções que facilitem e melhorem o diagnóstico do Covid-19, a comunicação com a sociedade, bem como a assistência médica e hospitalar.

O aplicativo ficará disponível sob forma gratuita pelo prazo de seis meses para todos os municípios. As três funcionalidades desenvolvidas no hackathon (auto-exame, consulta e chat online) serão disponibilizadas, de forma gratuita, no GitHub sob licença open-source (Creative Commons ou GPL), podendo ser instalado nas plataformas Android e IOS.