Egressa do CRAV se prepara para novo desafio

Grande parte das produções de Julia estão disponíveis na Lumine

MATHEUS N. VARGAS

Egressa do Curso de Realização Audiovisual (CRAV), Julia Sondermann se prepara para trabalhar como coordenadora de vídeo em uma ONG estudantil nos Estados Unidos. Formada em 2015, Julia já tem uma trajetória bem legal e fala um pouco de suas experiências.

Crédito: Divulgação

A egressa conta que o CRAV une a prática e a teoria cinematográfica, que juntos dão uma formação completa para o estudante se tornar um excelente profissional. “Tinha certeza que o curso de Realização Audiovisual da Unisinos era o que buscava”, afirma.

Quando se vai para set de filmagem, segundo Julia, não basta apenas saber a técnica, é necessário saber contar uma história e saber o que filmar. “Tive aula com professores extraordinários de som, direção, fotografia e arte. As que mais me encantaram e despertaram meu interesse em fazer disso minha carreira profissional foram roteiro e direção”.

Durante a graduação, a egressa teve a oportunidade de dirigir e roteirizar o curta-metragem de ficção Sob a Pele de Vênus, que escolhido para a Semana ABC de Cinematografia, para a primeira edição do festival Ela na Tela e recebeu um prêmio do festival Diálogo de Cinema. “Foi uma honra poder ter meu primeiro trabalho reconhecido por festivais como estes”.

Crédito: Divulgação

Julia iniciou a carreira participando de sets de filmagem como assistente de diferentes áreas, até começar a trabalhar com distribuição de filmes na Lança Filmes. “Depois de participar da empresa, fiz meu primeiro trabalho como distribuidora e empreendedora, lancei sozinha, em mais de 34 salas de cinema, o filme Jardim das Aflições. O filme ficou mais de 9 semanas em cartaz em todo o Brasil e depois desta grande estreia, foi possível vender o direito de exibição do filme para Amazon Prime, Net Now, Google Play e Itunes Store”, lembra.

Através desse trabalho, a egressa conseguiu ver outra ponta do mercado, a do espectador. “Depois de trabalhar um ano, me encontrei novamente no mercado de trabalho, agora com uma visão muito diferente, muito preocupada com o que o público irá assistir. Assim surgiu a Lumine, uma plataforma de streaming de filmes e séries da qual sou cofundadora. Trabalho como Diretora de Conteúdo, cuidando de duas áreas: compra de filmes nacionais e internacionais e realização de produtos originais. A Lumine se tornou um terreno fértil onde pude dirigir e roteirizar vários novos projetos”, explica.

Agora, Julia se prepara para embarcar para os Estados Unidos, onde novos desafios a esperam. Se você quer conferir os trabalhos da nossa egressa, clique aqui.