Curso de Farmácia inicia produção de Álcool em Gel 70%

O primeiro lote do material produzido será doado para Aldeia Indígena Kaingang do município de São Leopoldo

MICHELLI MACHADO

O curso de Farmácia da Unisinos, em parceria com a Agafarma, pediu a doação de insumos aos fornecedores cadastrados da Farmácia Escola, para poder produzir álcool em gel 70% e doar para a comunidade do município de São Leopoldo. Os insumos, álcool líquido, carbopol e embalagens, chegaram à Universidade na primeira semana de julho. A produção do álcool em gel iniciou no dia 13/7.

“Estamos produzindo, em média, 70 litros por semana. Como é necessário haver distanciamento dentro do laboratório, estamos trabalhando somente com os alunos do curso de Farmácia, vinculados à atividade acadêmica de Estágio III - Farmácia Magistral. Não podemos colocar muitas pessoas trabalhando ao mesmo tempo, por medida de biossegurança”, explica a coordenadora do curso de Farmácia Ana Rita Breier.

Crédito: Divulgação

A professora diz que a equipe envolvida diretamente na produção do material conta com duas farmacêuticas da Agafarma, duas professoras da graduação em Farmácia e três alunos do curso. E destaca a importância dessa ação para minimizar os efeitos da pandemia. “Como sabemos, não há nenhum medicamento ou vitamina para combater o coronavírus ou prevenir o contágio pelo vírus, nem vacina, até o momento, disponível para a população. As medidas de prevenção do contágio são o uso de máscara, o distanciamento social e a lavagem das mãos ou uso de álcool em gel e a higienização das superfícies. O álcool etílico (etanol) é um eficiente desinfetante de superfícies e objetos, e antisséptico de pele. Para esse propósito, o grau alcoólico recomendado é 70%, condição que propicia a desnaturação de proteínas e de estruturas lipídicas da membrana celular e a consequente destruição do microrganismo”, enfatiza.

Crédito: Divulgação

Ana Rita comenta que a Organização Mundial de Saúde (OMS) emitiu uma orientação sobre a eficácia da utilização do álcool em gel como medida preventiva e mitigatória ao Covid-19, tanto nos setores da saúde quanto para a comunidade em geral. “Sabemos que muitas pessoas têm dificuldade de acesso às medidas de prevenção, como o álcool em gel. Nesse sentido, ações que visem a distribuição do álcool em gel colaboram de forma importante para minimizar o contágio e os efeitos da pandemia do Covid-19. O primeiro lote do material produzido será doado para Aldeia Indígena Kaingang do município de São Leopoldo e usado pela comunidade acadêmica na retomada das atividades presenciais”, finaliza.