Aluno e egresso da Unisinos criam o site Observatório da América Latina

Projeto analisa, sistematiza e divulga dados sobre as diferentes realidades de alguns países

MATHEUS N. VARGAS

Buscar informações sobre a política, economia e sociedade dos países vizinhos ao nosso pode ser um pouco complicado. Você já teve essa dificuldade? O Observatório da América Latina é um projeto criado pelo estudante de Economia, João Conceição e o egresso em Jornalismo, Lucas Schardong. O site tem como objetivo compartilhar informações de forma facilitada para pessoas que, normalmente, não teriam acesso, pois costumam ser disponibilizadas de uma maneira que dificulta a compreensão. Lançado no dia 8 de março de 2020, o Observatório sistematiza e divulga diferentes realidades dos países da América Latina e entrevistas com especialistas.

Crédito: Divulgação

João Conceição conta que a ideia para criar o site veio da situação social e política da Venezuela e Chile em 2019, dos recentes acontecimentos na Bolívia e as mudanças políticas na Argentina e Uruguai. “Na busca dessas informações, batemos numa barreira, já que não encontramos algum portal específico que fizesse essa apuração e divulgação de dados ou simplesmente um compilado de notícias apenas sobre a região. A partir desse entrave, começamos a elaborar o projeto nós mesmos, com as informações que nós, enquanto consumidores, gostaríamos de ter”, explica.

João lembra que trabalhou no ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas (IHU) e do Centro de Cidadania e Ação Social da Unisinos (CCIAS). “Isso deu um suporte muito grande para a criação do projeto, pois é um local onde pudemos pôr em prática os ensinamentos da Universidade durante o trabalho. Assim, acredito que unindo tudo isso estávamos mais preparados para dar início a esse projeto pessoal”.

Nos planos para o futuro, o Observatório de Notícias planeja lançar um podcast, alcançando um número maior de pessoas em diferentes plataformas. Também estão sendo planejados, após a pandemia, eventos, palestras e ciclos de estudo para aprofundar o debate sobre a América Latina e parcerias com grupos de pesquisa e cursos de graduação e pós-graduação.

Ficou interessado em saber mais? Confira o site aqui.