TEDxUnisinos traz o tema Fronteiras a Porto Alegre

Último lote de inscrições abre na quinta-feira, 02/08

PÂMELA OLIVEIRA

O TEDxUnisinos 2018 será na sexta-feira, 17 de agosto, a partir das 8h30, no Teatro Unisinos, em Porto Alegre. O evento é uma oportunidade para conhecer ideias inspiradoras e ter contato com pessoas e ações que transformam o mundo. A 8ª edição da conferência trará para o debate o tema Fronteiras. As inscrições são gratuitas e em lote — o último abrirá na quinta-feira, 02/08.

Neste ano, o TEDxUnisinos provoca a refletir sobre os espaços e limites que nos circunscrevem: fronteiras visíveis e invisíveis; fronteiras que, muitas vezes, delimitam nossos modos de ser, agir e sonhar; fronteiras que separam, mas também conectam, que alargam distâncias e, por vezes, suspendem o tempo. São fronteiras que nos permitem ressignificar quem fomos, quem somos e quem queremos ser. 

[TEDxUnisinos Crédito: Divulgação

Os eventos padrão TEDx têm como característica a exposição de ideias em até 15 minutos. Esta edição reunirá 12 speakers e uma atração cultural. Conheça-os:

Alexandre Pereira: "Filhote do setor coureiro calçadista", como ele mesmo diz, morou na China e é um dos sobreviventes do tsunami que atingiu a Tailândia em 2004. É professor da Escola de Gestão e Negócios da Unisinos e cofundador da H2Hub Virtual, empresa que trabalha com educação empreendedora e modelagens de metodologias ativas para fomentar o empreendedorismo.<

Ana Cristina Ostermann:licenciada em Letras, Português-Inglês pela Unisinos, Ana é uma Analista da Conversa. Sua pesquisa envolve analisar as interações sociais em contextos institucionais e na fala cotidiana. Seu mais ambicioso sonho é oferecer, por meio de análises exaustivas das interações sociais, práticas de conversa que auxiliem no fluir da comunicação humana com menos atrito e melhores experiências para a humanização das relações.

Bia Kern: fundadora e presidente da ONG Mulher em Construção e uma das empreendedoras sociais brasileiras a se tornar bolsista da organização WomenChangeMakers. Em 2014, foi convidada pelo ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton a fazer parte da Clinton Global Initiative. Ela foi diretora executiva da Fundação da Mulher Gaúcha entre 1996 e 2003, indicada ao Prêmio CLAUDIA 2012 e ganhadora do Troféu Márcia Santana 2014 pela Secretaria de Políticas para as Mulheres do RS. Bia já transformou a vida de muitas famílias com seus projetos sociais.

Carlos Augusto Pessoa de Brum: é conhecido como Cadu dos Livros e é um apaixonado pela criatividade e espontaneidade das crianças. Formado em Filosofia pela UFRGS, ele se encontrou escrevendo e ilustrando livros infantis. Hoje, Cadu acumula no currículo 50 livros lançados em pouco mais de uma década dedicada à literatura e centenas de eventos. Questionando o modelo tradicional de educação, ele se tornou um embaixador da voz de crianças e jovens. Cadu tem como missão dar espaço para que os jovens leiam, criem e sejam ouvidos.

Filipe Roloff: aos 28 anos, ele utiliza seu trabalho com diversidade e inclusão LGBT para construir pontes no mundo corporativo. Em 2017, integrou a lista dos 50 futuros líderes LGBT do mundo, publicada no jornal britânico Financial Times. Antes disso, ficou entre os 100 finalistas do concurso RAHM, que reconhece os novos líderes LGBT globais, na Alemanha.

Gladis Kaerher: é coordenadora do projeto UniAfro, curso de aperfeiçoamento sobre a política de promoção à igualdade racial na escola e uma das idealizadoras de um estojo com 12 tons de giz de cera cor de pele. Em sua estreia no TEDxUnisinos, ela irá falar sobre a importância das relações entre as fronteiras étnico-raciais.

Guilherme Massena: junto de seu irmão Augusto Massena e do primo Eduardo Hommerding, colocou em prática uma ideia sustentável e inovadora. Para um trabalho de faculdade, em 2013, eles criaram o primeiro protótipo de carteira ecológica feita de um material semelhante ao papel. Mais tarde, em 2016, eles fundaram a Dobra, que fabrica carteiras de diversos tamanhos e, atualmente, porta-passaporte, camisetas e tênis. A empresa é uma das poucas brasileiras que integra o Sistema B.

Lau Patrón: mãe do João Vicente, um menino sorridente e portador de uma síndrome raríssima autoimune, de causa genética, chamada SHUa. Uma das crises da doença provocou um AVC muito grave e João perdeu o controle do próprio corpo, mas não a alegria. Há alguns anos, Lau pensa sobre inclusão e desenvolve projetos nesse sentido, acolhendo outras famílias e dividindo textos esclarecedores acerca do tema. Ela se autodenomina uma "escritora por necessidade" e vive dizendo que “a vida é maravilhosa”.

Liliana Sánchez: 32 anos, é formada em Sociologia pela Faculdade de Ciências Políticas e Sociais da Universidade Nacional Autónoma do México (UNAM). Nasceu em Cholula, Puebla México, e viu crescer, junto consigo, a vontade de atuar com populações marginalizadas do país. Morou por seis meses em uma das áreas mais pobres do país. Lá, enquanto atuava na alfabetização de idosos, conheceu uma das fundadoras da Iluméxico, empresa que leva energia solar para comunidades rurais mexicanas. Apaixonou-se pelo programa e, em agosto de 2011, passou a fazer parte do quadro de funcionários da empresa. Atualmente, Liliana é gerente regional da Iluméxico e é responsável pela coordenação e operação da região norte do país.

Lui Nörnberg: 47 anos, é um homem transgênero que sabe que transpor fronteiras não é um desafio fácil. Ele aprendeu que ultrapassá-las não significa deixar um passado para trás. Graduou-se em Pedagogia pelo Instituto Luterano de Ensino Superior de Ji Paraná, em Rondônia, é mestre e doutor em Educação pela Unisinos. Atualmente, coordena o curso noturno de Pedagogia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Maria Ines Secco: formada em Auxiliar de Enfermagem e, posteriormente, no Técnico, ela nunca teve o sonho de ingressar na área da saúde. No entanto, acabou aceitando o desafio, porque as pessoas sempre sinalizaram que ela tinha talento. Ines está prestes a completar 28 anos em UTI Neonatal. E, neste ramo da pediatria que trabalha com recém-nascidos até o 28º dia de vida, ela ajuda a cuidar de casos que apresentam complicações, como bebês prematuros e pré-termo.

Mor Ndiaye: é senegalês e está no Brasil desde 2008. Com base em sua experiência e na de outros imigrantes, há três anos ele fundou a Associação dos Senegaleses na cidade de Porto Alegre. A entidade distribui muita solidariedade, auxiliando em trabalho, moradia e nas dificuldades com o idioma.

Rodrigo Lopes: jornalista, mestre em Comunicação e professor de Jornalismo. Trabalha atualmente como colunista de política internacional e repórter especial na Zero Hora. Divide a rotina de redação com aulas na Fadergs. Lopes também é autor do livro Guerras e Tormentas: Diário de um correspondente internacional, obra finalista do prêmio Jabuti em 2012. Como repórter da Zero Hora, conquistou o prêmio Rei da Espanha em 2003 e, em 2017, conquistou quatro prêmios da Associação Riograndense de Imprensa pela categoria de webjornalismo, crônica e reportagem geral segundo e terceiro lugares.

Para saber mais sobre os participantes, leia os perfis que o Mescla preparou. Confira também outros motivos para não perder o TEDxUnisinos.

Mais informações

O quê: TEDxUnisinos 2018;

Quando: sexta-feira, 17 de agosto, das 8h30 às 16h;

Onde: Teatro Unisinos (Avenida Nilo Peçanha, 1600 - Porto Alegre);

Inscrições: gratuitas e em lote, pelo site www.tedxunisinos.com.br. O último lote abre no dia 02/08.