Participe do Grupo Aberto de Capoeira

Encontros ocorrem terças e quintas-feiras, das 18h às 19h, no Complexo Desportivo da Unisinos

LORENZO PANASSOLO

O Brasil possui uma vasta diversidade cultural. Então, precisamos de espaços que resgatem e ensinem conhecimentos, tradições e expressões de resistência da história do nosso povo.

Criado há 18 anos dentro da Universidade, o Grupo Aberto de Capoeira tem o intuito de ensinar a cultura afrodescendente através do gingado, da música e de movimentos acrobáticos enraizados pela prática da capoeira.

“É uma maneira de fortalecer a participação do negro na Universidade, aprendendo sua cultura, entendo sua história e lutando contra todas as discriminações”, afirmou o professor do grupo, Anselmo Accurso.

[ Grupo de Capoeira Unisinos Crédito: Juliana Borgmann

Os encontros acontecem nas terças e quintas-feiras, das 18h às 19h, no Complexo Desportivo. As aulas são abertas para toda a comunidade acadêmica e se expandem para o público em geral.

Anselmo ensina aos integrantes do grupo movimentos ágeis e complexos, que são realizados primeiramente pelos pés, com o auxílio das mãos caso necessário. Chutes, rasteiras, acrobacias em solo ou aéreas são algumas das técnicas desenvolvidas pelos alunos.

“É uma filosofia de vida. A capoeira mexe com parte espiritual e ajuda a controlar a mente. Eu pratico a luta desde a minha adolescência. Aqui, participo das aulas há onze anos”, afirmou o aluno do grupo, Adriano de Jesus.

Diferente de outras lutas, a música é um fator importante para a prática da capoeira. Os sons são realizados através da batida de palmas e de instrumentos como o berimbau; pandeiro; atabaque; agogô e reco-reco, determinando o estilo de jogo que será implantado pelos lutadores.

[ Grupo de Capoeira Unisinos Crédito: Juliana Borgmann

História da capoeira

Surgida no Brasil no século XVII, a capoeira foi criada pelos escravos africanos como uma forma de proteção contra a violência presente no Brasil. Também, caracteriza-se como uma forma de resistência contra o tratamento que os negros recebiam no país. Na década de 1930, Getúlio Vargas assumiu o poder e, visando apoio da população, permitiu a prática vigiada da luta.

Manoel dos Reis Machado, conhecido como Mestre Bimba, fundou a primeira academia de capoeira chamada “Centro de Cultura Física e Capoeira Regional da Bahia", tornando-se uma pessoa de referência da expressão cultural no Brasil.

[ Grupo de Capoeira Unisinos Crédito: Juliana Borgmann

Em 2008, a Roda de Capoeira foi registrada como bem cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN. Já em 2014, recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas - UNESCO para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Serviço do Grupo Aberto de Capoeira

Dias da semana: terças e quintas-feiras

Horário: das 18h às 19h

Local: Complexo Desportivo da Unisinos

Sala: H02 123