Prazo para participar da Pesquisa de Satisfação termina no final de junho

Levantamento avalia a percepção da comunidade acadêmica com serviços e ambientes da Universidade e impulsiona melhorias

TYNAN BARCELOS - AGEXCOM

Todos os anos os estudantes da Unisinos têm a oportunidade de participar da Pesquisa de Satisfação. Organizada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), a consulta anual mede a satisfação dos alunos em relação a serviços, ambientes e atendimentos oferecidos pela Universidade, além de captar demandas de melhorias sugeridas pela comunidade acadêmica. A Pesquisa de Satisfação com os alunos da graduação presencial, referente ao primeiro semestre, continua disponível até o dia 28 de junho.

O questionário pode ser acessado neste link.

Crédito: Gabriel Carneiro

Em reunião realizada no dia 1º de junho, a CPA apresentou para gestores da Unisinos os resultados das pesquisas de satisfação realizadas em 2019 e 2020. Com base nos feedbacks dos alunos, a Instituição planeja as ações de aperfeiçoamento dos seus processos, guiando a equipe de administração na realocação dos recursos e priorizando as áreas mais demandadas pela comunidade acadêmica.

As pesquisas indicam as percepções dos estudantes sobre diferentes setores da Universidade, como serviços, ambientes e atendimento. A Unisinos busca, a cada ano, ampliar o número de respondentes pois, como lembrou o diretor da Unidade de Apoio de Operações e Serviços (UAOS), Cristiano Richter, “o melhor plano de ação é aquele que conta com o apoio da comunidade”.

Na reunião, a diretora da Unidade de Apoio de Finanças e Gestão de Pessoas, Silvana Model, recordou que “a passagem da pandemia irá mudar a forma como nos comunicamos e nos relacionamos”. Nesse sentido, todas as ações da Unisinos estão sendo articuladas tanto em um contexto de transformação digital quanto de incentivo à socialização a partir do cumprimento dos protocolos de segurança, explicou Richter. “Investimos para manter o campus bem preservado, assim como na estrutura digital, sem perder a expectativa da socialização nos espaços da Universidade”, reforçou.

Segundo o representante da Graduação Presencial na CPA, Micael Vier Behs, as interações e processos de escuta com os alunos evidenciam um movimento de adesão da comunidade em relação ao Plano de Contingência cuidadosamente formulado pela Unisinos. “Alunos, professores e funcionários se conscientizaram em relação ao cenário imposto pela pandemia e, também, em relação às medidas de segurança adotadas pela Universidade”, destacou o professor da Escola da Indústria Criativa, que aposta numa retomada gradual e segura aos espaços dos campi.

O supervisor de Qualidade e Serviços da Unisinos, Lenon Pinheiro da Silva, disse que os resultados trazidos pela CPA são observados com atenção pela equipe de infraestrutura. “Uma das ações que implantamos e que veio através dos feedbacks dos alunos foram as praças de alimentação”, recordou. Lenon trouxe ainda, como exemplo, a criação dos diferentes ambientes de convívio como mais uma demanda concretizada a partir da compilação e discussão conjunta dos dados apresentados nas pesquisas de satisfação.

Eficiência energética

Além das sugestões de melhorias vindas da comunidade acadêmica, a Unisinos tem colocado em prática medidas que proporcionam melhor eficiência energética nos campi. Em 2019, foram instaladas duas usinas fotovoltaicas no campus de São Leopoldo. Uma delas se encontra no Setor E, e a outra, na Biblioteca, que teve também 4 mil lâmpadas fluorescentes substituídas para as de tecnologia LED. Esse upgrade contemplou ainda 150 luminárias públicas de vapor de sódio, que foram trocadas.

Crédito: Divulgação No Campus São Leopoldo foram instaladas placas fotovoltaicas e grande parte das lâmpadas fluorescentes passaram a incorporar a tecnologia LED

Em 2020, o projeto de troca da iluminação para o tipo LED continuou sendo operacionalizado. Como resultado, foram substituídas 6.024 lâmpadas fluorescentes dos blocos do Campus São Leopoldo e 301 luminárias públicas de vapor de sódio, reforçando o compromisso ambiental da Unisinos. Para 2021, estão previstas mais trocas, tanto de luminárias quanto de lâmpadas, além da modernização de outras instalações.

A modernização da iluminação no Campus São Leopoldo segue uma ordem de prioridade estabelecida pela Unisinos. Neste momento, estão sendo contemplados os ambientes onde estão localizadas as salas de aula mais utilizadas. No total, são 288 salas de aula, das quais 122 possuem tecnologia de transmissão simultânea, além de outras 23 salas de informática.

A eficiência energética está presente no campus de Porto Alegre desde a inauguração do novo prédio. Entre as principais ações previstas para o campus estão a utilização de “telhados verdes” e a instalação de um sistema de automação. Também em um processo de otimização, atualmente o campus conta com 45 salas de informática e de aula simultâneas.

Crédito: Rodrigo Blum Foto tirada em 2019. Criação de ambientes de convívio foi sugerida por estudantes nas pesquisas de satisfação