Aluna do PPG em Educação recebe menção honrosa no Prêmio Capes de Teses

Pesquisa analisou a literatura brasileira apontando para características que defendem uma docência cuja natureza não conte com um a priori feminino

LAURA BLOS

A tese de doutorado “A desfeminização do magistério: uma análise da literatura pedagógica brasileira da segunda metade do século XX”, da aluna do PPG em Educação da Unisinos, Renata Scherer, receberá Menção Honrosa no Prêmio Capes de Teses. “Essa menção honrosa é de extrema importância para o PPG em Educação; Consolida os investimentos feitos pelo PPG na qualificação das dissertações e teses defendidas e destaca um trabalho de muita qualidade como a tese da Renata. Evidencia também uma tendência no campo da Educação de produção de conhecimento situado e engajado, fortalecendo a pertinência política e epistemológica de abordagens centradas nas relações de gênero, por exemplo”, afirma o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação, Rodrigo Manoel Dias da Silva.

Crédito: Acervo pessoal

Renata explica que sua tese “buscou mostrar como a literatura pedagógica brasileira, ao defender de um lado a competência técnica e, de outro, o compromisso político, buscou apontar para a importância de uma docência que não tivesse em sua natureza um a priori feminino”. A pesquisa do doutorado teve a duração de quatro anos. “O processo de construção da pesquisa, mesmo que por vezes solitário e exaustivo, foi um momento ímpar de estudo e dedicação a uma pesquisa que me trouxe muitas alegrias. Sou muito grata ao CNPQ pela bolsa que recebi para cursar o Mestrado e a CAPES/PROEX pela bolsa para cursar o doutorado. Assim como expresso minha gratidão ao PPG em Educação da Unisinos, no qual cursei o Mestrado e o Doutorado, e que me permitiu o amadurecimento teórico para a escrita da presente pesquisa. Foram anos intensos de muito estudo, dedicação e alegria”, afirmou a pesquisadora.

A premiação ainda foi acompanhada pelo reconhecimento público da importância da pesquisa outorgado pela Fundação Carlos Chagas. “Foi uma honra receber uma Menção Honrosa nessa importante premiação nacional, além do reconhecimento público, o que muito me honra também”, declara Renata.

Crédito: Acervo pessoal

Maria Cláudia Dal’Igna, orientadora de Renata, ressalta a trajetória da pesquisadora, que atuou durante mais de uma década em redes públicas municipais de educação, vindo a realizar o mestrado e doutorado no PPG Edu Unisinos, detentor da nota máxima (7) na avaliação Capes. “Este é um momento muito especial e bonito para nós duas. Estamos muito felizes! Renata é uma pessoa estudiosa, competente e criativa. Também gostaria de ressaltar que um prêmio como esse permite-me mostrar que esta pesquisa, forjada nestes tempos de incitação ao ódio, de recidiva de violências, de interdições e de exclusões, pode representar um ato de resistência que permite mostrar como pesquisa, ensino e formação se articulam de maneira potente e produtiva”, declara Maria Cláudia.