Colaboradores da Unisinos recebem a dose de reforço da vacina contra a Covid-19

Nesta sexta-feira, 14 de janeiro, mais de 800 colaboradores da Unisinos receberam a 3ª dose da vacina contra a Covid-19. Essa é uma ação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação, promovida pela Secretaria de Saúde do município de São Leopoldo, com o apoio e colaboração da Universidade. A iniciativa segue a premissa principal do Plano de Contingência (PC Covid-19 Unisinos), do cuidado e atenção à saúde da comunidade universitária. Os colaboradores foram vacinados com a Pfizer-BioNTech.

O diretor da Unidade de Apoio de Operações e Serviços, Cristiano Richter, destaca a relevância da vacinação para este processo emergencial de pandemia e traz alguns números importantes da comunidade acadêmica. “Vamos sair deste processo, enquanto comunidade, em uma ação coletiva. Estamos, neste momento, com 98% de todos os colaboradores com a primeira dose e 83% com a segunda dose da vacina. As duas ações anteriores da vacinação foram muito bem acolhidas por todos. Recebemos diversos relatos positivos e da esperança que estas ações vêm transmitindo para nossa comunidade”, afirma. 

Crédito: Leonardo Savaris

Momento de alegria e reflexão. É com essa emoção que a assistente administrativa da Unidade de Finanças e Gestão de Pessoas, Juliana Dal Ponte, recebeu a dose de reforço. “Penso em todos aqueles que não tiveram esta oportunidade e que infelizmente partiram na esperança deste dia. Acredito que este sentimento é coletivo e neste momento a maioria de nós faz esta reflexão. A vacinação é sinônimo de esperança. O sentimento de hoje é de gratidão à ciência e a todos profissionais que trabalharam incansavelmente por todos nós”, fala. 

Crédito: Leonardo Savaris

Quem também estava na expectativa da 3ª dose da vacina era a auxiliar administrativa da Unidade Acadêmica de Graduação (UAGRAD), Raíssa Lauana da Silva. “A dose de reforço é tão importante quanto qualquer uma das anteriores e, se for preciso, tomarei mais quantas forem necessárias. Sou extremamente grata a todos os profissionais da saúde e pesquisadores que atuaram, e atuam, durante todo este tempo de pandemia e não mediram esforços para que momentos como este chegassem o mais rápido possível. Essa é a única garantia de proteção e a esperança que temos no momento, então devemos todos nos vacinar e ajudar a proteger a quem está a nossa volta”, enfatiza. 

Crédito: Leonardo Savaris

Cristiano destaca sobre a obrigatoriedade do cumprimento dos protocolos sanitários da Unisinos para o convívio nos campi. “Embora estejamos atualmente em um regime de contingência leve, com um modelo presencial flexível, os protocolos se fazem necessários em atenção aos cuidados da saúde de nossa comunidade”, diz. Ele ainda ressalta que a Universidade segue monitorando o avanço da vacinação, a situação sanitária da região e a condução do plano de contingência. “Nosso esforço coletivo tem se demonstrado satisfatório no enfrentamento da pandemia. Mesmo navegando neste contexto adverso, ainda com incertezas, estamos mantendo nossa entrega qualificada de todas as atividades acadêmicas dentro das datas macro de nosso calendário. Este tem sido um grande esforço coletivo”, salienta. 

Com mais uma ação de vacinação realizada, Cristiano faz questão de deixar alguns agradecimentos. “Preciso registrar um agradecimento especial à Secretaria de Saúde de São Leopoldo, por confiar e realizar esta ação de forma conjunta com a universidade em nosso campus. Agradeço, também, a professora Vânia Schneider e a Rosana Zeferino e, em nome delas, a todo o grupo de trabalho da vacinação e nosso COE. Este grupo tem sido incansável e competente na condução destes processos de enfrentamento da pandemia”, dedica. 

Crédito: Leonardo Savaris