Unisinos se solidariza com a situação da Nicarágua

Universidade reafirma sua preocupação em relação à situação sociopolítica do país

COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL

A Unisinos se solidariza com a situação que a Nicarágua vem enfrentando desde abril e reafirma sua preocupação em relação à situação sociopolítica do país. A Universidade ratifica a declaração produzida pelas 29 instituições filiadas à Ausjal, que se uniram à Universidad Centroamericana – UCA e aos provinciais jesuítas da América Latina, perante conjuntura que vive a população da Nicarágua.

A Unisinos repudia este tipo de violência e atentado à democracia e apoia a reivindicação da Ausjal e da Conferência dos Provinciais Jesuítas da América Latina e do Caribe – CPAL. Por isso, encaminhou uma mensagem a autoridades diplomáticas para que intercedam junto ao governo nicaraguense para que ele se abra às justas demandas da população e promova o diálogo em nível nacional, a fim de que se encontre uma solução pacífica.

Acesse e confira a Nota Oficial da Unisinos e a Nota Oficial da Ausjal sobre o assunto.