Mulheres sem idade são tendência para o futuro dos mercados

A jornalista Patrícia Parenza falou sobre a relação do público feminino com a moda e o estilo de vida durante o Unisinos Conecta

JULIANA BORGMANN

As ‘Perennials’, ou as mulheres sem idade, estão iniciando uma mudança importante para o mercado e as relações de consumo. Na noite dessa terça-feira, 10/11, esse assunto foi abordado pela jornalista e empreendedora Patrícia Parenza, durante o Unisinos Conecta.

“A idade é apenas um número, o estilo de vida é que faz a diferença”, opina Patrícia. Ao longo de sua palestra, ela contou que, ao entrar na menopausa, aos 46 anos de idade, percebeu que havia pouca informação sobre o tema. A partir disso, ela entendeu que as marcas e as relações de consumo precisavam mudar.

Crédito: Reprodução YouTube

Envelhecer ainda é um tabu para as mulheres. No entanto, a jornalista defende que não faz mais sentido criar produtos baseados em uma faixa etária. “Mãe e filha podem usar um mesmo produto porque o estilo não tem idade”.

Durante sua fala, Patrícia comentou sobre pesquisas que afirmam que à medida que a pessoa envelhece, o raciocínio fica mais lento. Em contrapartida, pesquisas da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, apontam que é aos 60 anos que atingimos a maturidade emocional.

No mercado de trabalho, o estereótipo da mulher com mais de 45 anos ainda é algo muito presente. Para Patrícia, independente da idade, é possível que a pessoa possa começar um curso, uma especialização ou começar em uma carreira diferente. “A mulher dos 50 anos, por exemplo, pode ser o que ela quiser, porque não começamos do zero, recomeçamos a partir de onde paramos”, diz.

Crédito: Reprodução YouTube

A jornalista também dividiu com o público perfis de mulheres consideradas Perennials, que dividem com seus seguidores o estilo de vida, rotinas e conteúdos voltados especificamente ao público com mais de 45 anos. “Se você pesquisar menopausa na internet, aparecem fotos de mulheres com cabelo grisalho, mas esse estereótipo não é unânime, pois existem mulheres que entram na menopausa e não tem cabelos brancos”, comenta.

As mulheres sem idade são uma tendência para o futuro dos mercados e para o consumo. Além disso, é por meio dessas influencers que o tabu do envelhecimento para as mulheres precisa ser desconstruído. “Nós precisamos mostrar para as mulheres de 30 anos, que quando elas chegarem aos 50, elas vão estar no auge do potencial delas”, declara Patrícia.

Ao final, estendeu a fala também aos homens. “Tudo mudou, a gente não tem mais idade, tanto as mulheres quanto os homens. Podemos fazer o que quisermos, pois é o estilo de vida de cada pessoa que faz a diferença na nossa vida”.