Colégio Marista Rosário ganha o Utopia Followers

CAROLINA SCHAEFER
18 de Novembro de 2016 - 17:59 | Atualizado: 18 de Novembro de 2016 - 19:12

Após quatro cachorros adotados, 311kgs de ração recolhidos, mais de uma tonelada de alimentos arrecadados e 17 doações de sangue coletadas, os desafios do Utopia Followers chegaram ao fim. Na última quarta, 16 de novembro, foi definido o grande vencedor: o Colégio Marista Rosário. O projeto foi uma ação do Unisinos Conecta, em parceria com a Smile Flame, e envolveu os estudantes dos colégios Anchieta, Marista Rosário, Monteiro Lobato e Farroupilha numa disputa em prol do bem comunitário.

Cada escola foi responsável por idealizar um projeto social, recebendo suporte através de encontros com professores de empreendedorismo, publicidade e propaganda e monitores da Universidade, além de workshops ministrados pelos profissionais da Smile Flame. Nos encontros, também foram lançados três desafios sociais: dogssauros, vampires e witches, que contariam como pontos extras na competição.

[TEXTO ALTERNATIVO DA IMAGEM

Uma banca com gente do bem

A última avaliação da competição foi uma banca com a apresentação dos trabalhos. Os jurados responsáveis por dar notas de 0 à 5 em quesitos como criatividade, propósito, checklist, custos e brilho nos olhos, são pessoas que investiram em projetos sociais. Helena Legunes e Laura Camardelli representaram a Amor no Cabide, Luciano Braga da Shoot the Shit e Gabriel Dias da Smile Flame.

Daniel Matos, fundador da Smile Flame, conversou com os adolescentes antes de começarem as apresentações. "Dá um apertinho no coração em saber que está acabando essa fase. Se vocês acreditam no projeto, toquem para frente. Ele vai dar certo", comentou.

[TEXTO ALTERNATIVO DA IMAGEM

IH! Migrei

Nos últimos dois anos, o Rio Grande do Sul recebeu 15 mil imigrantes no estado. A partir deste dado, alunos do Marista Rosário pensaram em soluções para integrar imigrantes com o povo gaúcho, dando a eles visibilidade, documentação, direção profissional e inserção social, além de celebrar a diversidade.

Um grande evento, com feira de comidas típicas do continente africano, música gaúcha e estrangeira, tendas com encaminhamento de documentos e orientações profissionais está sendo organizado para ser realizado ainda em dezembro, no parque da Redenção, em Porto Alegre. A equipe vencedora recebeu R$ 5 mil para colocar a ideia em prática.

Claudia Martins, mãe da aluna Isabella Martins Carpentieri, foi assistir o evento e ficou emocionada com a desenvoltura da filha durante a apresentação do trabalho. "Esses valores sendo transmitidos, de audácia, espírito de família é muito lindo. Para esse grupo não teve sábado ou domingo sem se reunirem para conversarem sobre o projeto. Como mãe não posso ficar mais orgulhosa", afirma.

[TEXTO ALTERNATIVO DA IMAGEM

Sonho social é sonho coletivo

A disputa foi apertada no Utopia Followers. As outras três escolas apresentaram ideias brilhantes que envolviam diferentes públicos. Durante as apresentações, a jurada Laura comentou de como queria ter tido a possibilidade de se encantar com assuntos sociais desde cedo. "Parabéns para vocês. Só por estarem envolvidos neste projeto, vocês já são maravilhosos".

O colégio Anchieta apresentou o evento A La Carte: Uma pitada de diversão. A ideia consiste em reunir crianças e idosos em situação de vulnerabilidade social para uma disputa culinária. As crianças fariam dupla com universitários de Gastronomia da Unisinos, criando pratos salgados e doces para os idosos. O momento seria de integração, onde no final, todos comeriam.

Missão Diversão foi o conceito apresentado pela aluna Marcela, do Farroupilha. O projeto consiste em utilizar o espaço físico da própria instituição de ensino, promovendo encontros com brincadeiras e feirinha de comida entre crianças que esperam na fila de adoção e casais na lista para adotar. O objetivo é diminuir o tempo de espera e incentivar o acolhimento de jovens acima de 10 anos de idade, além de propiciar momentos divertidos fora de orfanatos.

O colégio Monteiro Lobato idealizou um encontro a fim de disponibilizar espaço e voz para moradores de rua. Sociedade Anônima busca conhecer pessoas que optam por fazer das ruas de Porto Alegre o seu lar. O projeto inclui uma interação com a arte, já que artistas da capital fariam retratos de moradores para venda no evento. Quem comprasse, ganharia um QR code junto com a obra, conseguindo saber mais sobre a história desta pessoa na internet.

No final das apresentações, anestesiado com os quatro grandes projetos, Daniel Matos ofereceu a consultoria da Smile Flame para que todos os colégios conseguissem tirar os projetos do mundo das ideias. "Vamos fazer os quatro! Colocar eles na rua, independente do vencedor. A gente está aqui porque quer fazer essa história acontecer", finalizou.

Confira mais imagens do evento: