Tecnosinos oportuniza conexão global para grandes empresas e startups gaúchas no tema Inteligência Artificial

Sweden Innovation Days vai reunir players de inovação de mais de 10 países

PEDRO BARBOSA - TECNOSINOS

Estabelecer relações entre os principais atores da inovação em todo o mundo e ampliar o desenvolvimento de projetos colaborativos com uso de inteligência artificial são os objetivos do Sweden Innovation Days. O evento online global, que é gratuito, ocorre de 17 a 19 de novembro. O Parque Tecnológico São Leopoldo - Tecnosinos é o único parque brasileiro escolhido como parceiro do evento. A iniciativa tem como objetivo estabelecer relacionamentos com diferentes hubs da inovação no mundo todo, buscando gerar mais parcerias voltadas à inteligência artificial.

O Tecnosinos é um dos parques brasileiros com maior grade de internacionalização, seja através da presença de empresas globais sediadas, ou mesmo através da presença de startups em mercados internacionais. “Sermos o parque tecnológico brasileiro parceiro nesta estratégia global de inovação muito nos orgulha. Significa reconhecimento pelo trabalho que realizamos e reconhecimento pelo grau de excelência das empresas com as quais interagimos”, destaca a diretora de Inovação da Unisinos e CEO do Tecnosinos, Susana Kakuta.

Crédito: Divulgação

O projeto envolve startups e empresas líderes de 10 países na busca e oferta de soluções tecnológicas no campo da Inteligência Artificial é por si um desafio e ressignifica as relações de importância da tecnologia produzida localmente numa perspectiva de mercado global. Para Susana, significa colocar startups gaúchas em contato com grandes demandas globais de IA, e ao mesmo tempo, proporcionar acesso às grandes empresas locais ao que está disponível de mais inovador em tecnologia aplicada de IA. “É uma oportunidade inédita de atuação global, num tema absolutamente portador de futuro. Ganhamos todos: nossas 10 startups que fazem parte do ecossistema de inovação do RS e as nossas grandes empresas demandadoras de inovação nesta área”, destaca.

Segundo o secretário estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb, a parceria entre o Tecnosinos e a Suécia é resultado da missão governamental de trabalho ao país, coordenada pela Sict em novembro de 2019, que também passou por Israel e Estônia. Os destinos foram escolhidos por serem considerados os mais avançados do mundo no que tange a tecnologias digitais estratégicas, desenvolvimento econômico baseado em conhecimento e inovação nos negócios. “Através do programa Parcerias Estratégicas realizamos essa articulação e a consequente internacionalização dos ambientes de inovação gaúchos. Seguimos caminhando para o fortalecimento dessas conexões com o objetivo de consolidar o nosso Estado como referência em inovação, ciência e tecnologia em nível global”, afirma Lamb.

O evento é uma oportunidade de relacionamento entre empresas e startups, além de conhecer o ecossistema de inovação sueco e as possibilidades de colaboração entre os países participantes. Clusters inovadores do Brasil, Canadá, França, Alemanha, Índia, Israel, Japão, Coreia do Sul e EUA unem forças com centros líderes da Suécia, como Automation Region, Create Business Incubator, Kista Science City, LEAD, Lindholmen Science Park AB, Linköping Science Park, Minc, Sahlgrenska Science Park, Sting, THINGS e Uminova Innovation que serão os co-anfitriões. A programação completa está disponível no site oficial do evento, clique aqui.

Intercâmbio de conhecimento

O Sweden Innovation Days vai ser uma oportunidade para troca de experiências entre empresas e startups. Do Brasil, participam Arezzo&Co, Biosense, Cowmed, Eagle Care, HT Micron, Indeorum, Meta, Metal Work, Optim, Pricey Survey, Raks Tecnologia Agrícola, Randon, Saipos e StarGrid.

Para o diretor de TI da Arezzo&Co, Rodrigo Ribeiro, o evento será uma excelente oportunidade para acessar um ecossistema a nível mundial de startups e profissionais de mercado. “Muitas vezes temos problemas na empresa e que podem ser resolvidos através de projetos de open innovation e colaboração com outras soluções existentes. Estamos buscando inovar”.

Ribeiro acredita numa aproximação com o Ecossistema de Inovação da Unisinos. “Vemos o Tecnosinos com bons olhos. Acreditamos na união da universidade, conhecimento técnico, com teorias e ideias a um problema prático que temos na organização”.