Unisinos renova e amplia certificação ABNT ISO 14001

São Leopoldo mantém e Porto Alegre recebe o selo pela primeira vez

PÂMELA OLIVEIRA

A Unisinos Porto Alegre agora tem ISO 14001, um certificado que atesta o comprometimento da instituição com a gestão ambiental do campus. Na sede da universidade em São Leopoldo, que já detinha o selo, a certificação foi renovada. Os campi foram auditados nesta semana pela acreditadora BRTÜV. Em ambas as sedes, a universidade mostrou conformidade entre seus processos e os critérios analisados.

“Deem os parabéns aos seus colegas”, incentivou o auditor líder na norma ISO 14001, Elias Borba Oschelski, ao se referir especialmente ao campus Porto Alegre durante a cerimônia de apresentação dos resultados. “Vocês passaram por todo um novo processo de gestão, e isso é difícil, muitas empresas apresentam dificuldades, mas a Unisinos mostrou facilidade.”

[Unisinos renova certificação ISO 14001 no campus São Leopoldo e obtém a certificação para o campus POA Crédito: Rodrigo W. Blum

De acordo com o diretor da Unidade de Apoio de Administração de Infraestrutura e Serviços da Unisinos, Cristiano Richter, receber esse feedback é fundamental para a instituição como um todo: “Com a emissão da ISO 14001 em Porto Alegre, nosso Sistema de Gestão Ambiental torna-se único para toda a universidade, ele se institucionaliza como ferramenta para nossa gestão operacional”, comentou.

O diretor afirmou também que a manutenção do selo é um processo contínuo: “Nós não paramos aqui. Essa certificação é um passo para termos um sistema ainda mais integrado, que acompanha a universidade conforme ela avança para outros níveis de complexidade e inclui novos processos às suas rotinas operacionais”, concluiu.

[Unisinos renova certificação ISO 14001 no campus São Leopoldo e obtém a certificação para o campus POA Crédito: Rodrigo W. Blum

Pioneirismo

Em 2004, a Unisinos São Leopoldo foi a primeira universidade da América Latina a receber a certificação internacional ISO 14001. Mesmo antes de ampliar a certificação para Porto Alegre, a universidade já vinha trabalhando com rotinas alinhadas às operações do Sistema de Gestão Ambiental da sede no Vale do Sinos. Para a manutenção do selo, a instituição atua em um processo de melhoria permanente, sempre atenta aos potenciais impactos de suas atividades, seus produtos e serviços.